em 


Opções Avançadas

Vida & Obra

 

Livros do Autor



DISCURSO SOBRE A ORIGEM E OS FUNDAMENTOS DA DESIGUALDADE ENTRE OS HOMENS

Jean-Jacques Rousseau

Tradução de Paulo Neves

Coleção L&PM E-books
Formato ePub
ISBN 978.85.254.2899-8

R$ 13,90



DISCURSO SOBRE A ORIGEM E OS FUNDAMENTOS DA DESIGUALDADE ENTRE OS HOMENS

Jean-Jacques Rousseau
Tradução de Paulo Neves

Coleção L&PM Pocket
Ref. 704
176 páginas
ISBN 978.85.254.1771-8
Também em e-book

R$ 21,90



O CONTRATO SOCIAL

Jean-Jacques Rousseau
Tradução de Paulo Neves

Coleção L&PM E-books
Formato ePub
160 páginas
ISBN 978.85.254.0708-5

R$ 11,90



O CONTRATO SOCIAL

Jean-Jacques Rousseau
Tradução de Paulo Neves

Coleção L&PM Pocket
Ref. 631
160 páginas
ISBN 978.85.254.1665-0
Também em e-book

R$ 21,90



O CONTRATO SOCIAL

Jean-Jacques Rousseau
Tradução de Drik Sada
Adaptação e ilustrações: Equipe East Press

Coleção L&PM Pocket
Ref. 1148
208 páginas
ISBN 978-85-254-3078-6

R$ 21,90

Veja Mais

Jean-Jacques Rousseau

Jean-Jacques Rousseau nasceu em 28 de junho de 1712 em Genebra (Suíça), em uma família de origem francesa. Sua mãe morreu logo após o nascimento, de complicações no parto. Aos dez anos, foi abandonado pelo pai, ficando aos cuidados de tios que o criaram na tradição protestante. Ainda jovem, tomou gosto por histórias romanescas e pela leitura de Plutarco. Aos dezesseis anos deixou sua cidade natal e viajou por diversos países. Tornou-se secretário e protegido de madame Louise de Warens, mulher rica que teve uma profunda influência em toda a vida do escritor. Em 1742, radicou-se em Paris, onde trabalhou como professor, copista e secretário de um embaixador. Inventou um sistema de notação musical e fez-se conhecer como compositor da ópera As musas galantes. Fez amizade com o filósofo francês Denis Diderot, que lhe convidou a colaborar para a prestigiosa Enciclopédia, primeiramente escrevendo sobre música; mas o mais famoso dos seus artigos acabou sendo sobre política econômica. Em 1750, foi premiado pela Academia de Dijon pelo Discurso sobre as ciências e as artes.

O Discurso sobre a origem da desigualdade (1755) exerceu uma grande influência sobre o pensamento político da época e fundou a reputação do autor. De espírito sistemático e caráter apaixonado, Rousseau elaborou uma doutrina segundo a qual o homem é um ser naturalmente bom, cuja bondade foi corrompida pela sociedade; portanto é preciso, sempre que possível, voltar à virtude primitiva. Resultou daí, no escritor, um vivo sentimento da natureza e um amor à solidão que mais tarde se acentuaria. Fiel a seu sistema, rejeitou os refinamentos da civilização, condenando o teatro na Carta a d’Alembert sobre os espetáculos (1758), que lhe retirou a amizade dos filósofos.

No meio de disputas e acusações, ele escreveu suas obras-primas: A nova Heloísa (1761) – romance epistolar de um retorno à vida natural, que teve um imenso sucesso; O contrato social e Emílio (1762), sendo o primeiro fruto da preocupação em esclarecer seu ideal político-educacional, e o segundo, obra pedagógica cujas idéias religiosas foram imediatamente condenadas, o que o obrigou a anos de errância. Vivendo desde então atormentado pela idéia de um complô dirigido contra ele e desejando, graças à confissão de seus erros, justificar-se perante a posteridade, redigiu (de 1765 a 1770) as Confissões (póstumas, 1782 e 1789) e evocou suas lembranças em Os devaneios do caminhante solitário, compostos de 1776 até sua morte. Nessas duas obras, Rousseau renovou suas idéias na área da política e da educação, propôs novos temas em literatura, prenunciou as grandes mudanças políticas da Revolução Francesa e o romantismo. Foi também o primeiro escritor moderno a atacar a instituição da propriedade privada, e por isso é considerado um precursor do socialismo moderno.

Após passar pela Inglaterra e pela Prússia, regressou à França em 1768, sob o falso nome de Renou. Nesse mesmo ano, casou-se com Thérese le Vasseur. Morreu em 2 de julho de 1778, em Ermenonville, na França.

Opinião do Leitor

"Realmente ele, Rousseau, foi um dos pioneiro do socialismo utópico, romantico e apaixonado pelos pensamentos, ideias, conhecimento, pode demonstrar seu apego pela politica etica e na esperança de uma humanidade mais fraterna.  "

Anderson Meira
Vitoria da Conquista - Ba

"Ele foi um grande pensador que tinha como base ideal iluministas e apesar de já estar morto sua obra sempre prevalecerá de algum jeito pois suas obras são para refletir assim como seus pensamentos como o de que o homem é bom por natureza a sociedade que o corrompe"

Larissa
Feira de santana/Ba

"Ao analisarmos o contexto histórico, político e social em que viveu esse notável pensador, perceberemos que as idéias contidas em suas obras, expressam com clareza, as injustiças da sociedade de sua época. Muito além disso,  no plano das ciências sociais, existe uma proximidade com o pensamento de Montesquieu. Resumindo, podemos afirmar que Rousseau figura entre um dos mais brilhante escritores de seu tempo."

José Rossini Costa Machado
São Luis-MA

voltar ir para o topo   imprimir página
 

Home    Quem Somos    Notícias    Mapa do Site    Fale Conosco    Podcast L&PM

Rua Comendador Coruja, 314 - Fone: (51) 3225.5777 - Fax: (51) 3221.5380 - Porto Alegre/RS - CEP 90220-180
Rua Funchal, 538, sala 183, 18º andar - Vila Olímpia – Fone (11) 3578.6606 - São Paulo/SP - CEP 04551-060

© 2003-2017 Publibook Livros e Papeis Ltda. - CNPJ 87.932.463/0001-70 - Powered by CIS Manager   Desenvolvido por Construtiva