em 


Opções Avançadas
 

Livros do Autor



APRENDENDO A VIVER

Sêneca
Tradução de Lúcia Sá Rebello e Ellen Itanajara Neves Vranas

Coleção L&PM Pocket
Ref. 662
144 páginas
ISBN 978.85.254.1718-3
Também em e-book

R$ 19,90



APRENDENDO A VIVER

Sêneca

Tradução de Lúcia Sá Rebello e Ellen Itanajara Neves Vranas

Coleção L&PM E-books
Formato ePub
144 páginas
ISBN 978.85.254.0204-2

R$ 10,90



CAIXA ESPECIAL SABER VIVER

Sêneca
Ovídio
Cícero

Coleção L&PM Pocket
704 páginas
ISBN 978.85.254.2050-3

R$ 89,50



DA FELICIDADE

Sêneca
Tradução de Lúcia Sá Rebello e Ellen Itanajara Neves Vranas

Coleção L&PM E-books
Formato ePub
64 páginas
ISBN 978.85.254.2670-3

R$ 6,00



DA TRANQUILIDADE DA ALMA

Sêneca
Tradução de Lúcia Rebello e Itanajara Neves

Coleção L&PM E-books
Formato ePub
144 páginas
ISBN 978.85.254.2120-3

R$ 11,90

Veja Mais

Sêneca

Lucius Aneus Sêneca nasceu em Córdoba, na Espanha, no ano de 4 a.C. Conhecido como Sêneca o Jovem, era filho de Lúcio Aneu Sêneca o Velho, célebre orador. Devido a sua origem ilustre foi enviado a Roma para estudar oratória e filosofia. Por problemas de saúde viajou para o Egito, onde ficou até se curar. Quando regressou a Roma, iniciou sua carreira como orador e advogado, participando ativamente da vida política, e logo chegou ao Senado. Envolvido em um processo por causa de uma ligação com Júlia Livila, sobrinha do imperador Cláudio, foi exilado na Córsega durante os anos de 41 a 49. No exílio dedicou-se aos estudos e redigiu vários de seus principais tratados filosóficos, entre eles Consolationes, em que expôs os ideais estóicos clássicos de renúncia aos bens materiais e busca da tranquilidade da alma mediante o conhecimento e a contemplação. Perdoado por interferência de Agripina, sobrinha do imperador, voltou para Roma no ano de 49 e, no ano seguinte, foi nomeado pretor.

Com a morte de Cláudio em 54, escreveu a obra-prima das sátiras romanas, Apocolocyntosis divi Claudii, contra o ex-imperador. Com Nero, filho de Agripina, nomeado imperador, tornou-se seu principal conselheiro e orientador político. Com o avanço dos delírios de Nero e a execução de Agripina no 59, Sêneca, depois de condescender um pouco com os maus instintos de Nero, retirou-se da vida pública em 62, passando a se dedicar exclusivamente a escrever e defender sua filosofia. No ano de 65, foi acusado de participar na conjuração de Pisão, recebendo de Nero a ordem de suicídio, que executou em Roma, no mesmo ano. Sêneca escreveu oito tragédias, que foram uma espécie de modelo no Renascimento, e inspirou o desenvolvimento da tragédia na Europa. No entanto, seu maior sucesso foram os seguintes tratados de moral: Sobre a brevidade da vida (L&PM POCKET PLUS); Da felicidade; Da clemência.

Opinião do Leitor

"A vida contemplativa é um barato, mas não serve de nada sem dim-dim..."

04rmfdso9i
Rio de Janeiro

"Suas obras serão sempre eternas.SIMPLES E VERDADEIRAS."

cleide comarela
vila velha es

"Sou formado em filosofia e devo dizer que as obras de Sêneca são inquestionáveis. Deveriam ser leitura obrigatória para a graduação de psicologia e outras."

Robson Araujo
Marau Bahia

voltar ir para o topo   imprimir página
 

Home    Quem Somos    Notícias    Mapa do Site    Fale Conosco    Podcast L&PM

Rua Comendador Coruja, 314 - Fone: (51) 3225.5777 - Fax: (51) 3221.5380 - Porto Alegre/RS - CEP 90220-180
Rua Funchal, 538, sala 183, 18º andar - Vila Olímpia – Fone (11) 3578.6606 - São Paulo/SP - CEP 04551-060

© 2003-2017 Publibook Livros e Papeis Ltda. - CNPJ 87.932.463/0001-70 - Powered by CIS Manager   Desenvolvido por Construtiva