Outros Formatos


VISÕES DE CODY

VISIONS OF CODY

Jack Kerouac

Tradução de Guilherme da Silva Braga

R$79,00

"A escrita mais sincera
e sagrada
do nosso tempo."
Allen Ginsberg

Publicação inédita no Brasil

Escrito entre 1951 e 1952, Visões de Cody só seria publicado integralmente em 1973, quase três anos após a morte de Kerouac, que julgava o romance sua obra-prima. Entretanto nesse meio-tempo, e sobretudo após a publicação de On the Road, em 1957, o livro tomou proporções de lenda underground – no que seria auxiliado por uma pequena edição (750 exemplares) com excertos do livro feita em 1960 pela editora nova-iorquina New Directions.

Porém, mesmo que Visões de Cody retome, em ritmo próprio, alguns episódios de On the Road (portanto inspirados nas viagens realizadas por Kerouac e Neal Cassady), ele vai além da mitologização autobiográfica. Trata-se da experiência beat levada às últimas conseqüências, com alguma influência joyceana.

Nele estão, igualmente, os Estados Unidos do pós-guerra que o autor conhecia tão bem e que tão magnificamente celebrou. E, se a visão da realidade de Kerouac é sempre extática e superabundante, não deixa de surpreender a lucidez com que ele imortalizou o espírito do seu tempo e do seu grupo, imbuído pelo conhecimento da própria mortalidade: "Estou escrevendo este livro porque vamos todos morrer...".

Raras vezes traduzido e até hoje inédito no Brasil, Cody é leitura obrigatória para todos os amantes da literatura e do movimento beat.

Ler mais

Informações Gerais

  • Título:

    VISÕES DE CODY

  • Título Original:
    VISIONS OF CODY
  • Catálogo:
    Outros Formatos
  • Gênero:
    Literatura Beat
  • Série:
    Beats
    Kerouac
  • Cód.Barras:
    9788525418814
  • ISBN:
    978.85.254.1881-4
  • Páginas:
    448
  • Edição:
    maio de 2009

Vida & Obra

Jack Kerouac

Jack Kerouac nasceu em Lowell, Massachusetts, em 12 de março de 1922; era o mais novo de três filhos de uma família de origem franco-canadense. Começou a aprender inglês apenas aos seis anos de idade, estudou em escolas católicas e públicas locais e, como jogava futebol americano muito bem, ganhou uma bolsa para a Universidade de Columbia, em Nova York. Nesta cidade conheceu Neal Cassady, Allen Ginsberg e William S. Burroughs. Largou a faculdade no segundo ano, depois ...

Ler mais

Opinião do Leitor

bruno
Sapé Paraiba

"Lêr Kerouac é relacionar-se espiritualmente com o próprio!"

07/01/2012

Agatha

Rody Cáceres
Rio Grande/RS

Louvada seja a LPM! Kerouac e sua turma merecem o trato dado por essa editora. Obrigado LPM por disponibilizar esses incríveis "diamantes telepáticos" . Esperamos mais.

17/06/2010

Você também pode gostar


e sagrada
do nosso tempo."
Allen Ginsberg

Publicação inédita no Brasil

Escrito entre 1951 e 1952, Visões de Cody só seria publicado integralmente em 1973, quase três anos após a morte de Kerouac, que julgava o romance sua obra-prima. Entretanto nesse meio-tempo, e sobretudo após a publicação de On the Road, em 1957, o livro tomou proporções de lenda underground – no que seria auxiliado por uma pequena edição (750 exemplares) com excertos do livro feita em 1960 pela editora nova-iorquina New Directions.

Porém, mesmo que Visões de Cody retome, em ritmo próprio, alguns episódios de On the Road (portanto inspirados nas viagens realizadas por Kerouac e Neal Cassady), ele vai além da mitologização autobiográfica. Trata-se da experiência beat levada às últimas conseqüências, com alguma influência joyceana.

Nele estão, igualmente, os Estados Unidos do pós-guerra que o autor conhecia tão bem e que tão magnificamente celebrou. E, se a visão da realidade de Kerouac é sempre extática e superabundante, não deixa de surpreender a lucidez com que ele imortalizou o espírito do seu tempo e do seu grupo, imbuído pelo conhecimento da própria mortalidade: "Estou escrevendo este livro porque vamos todos morrer...".

Raras vezes traduzido e até hoje inédito no Brasil, Cody é leitura obrigatória para todos os amantes da literatura e do movimento beat.

" />