Coleção L&PM Pocket


BIG SUR

Jack Kerouac Prefácio de Aram Saroyan

Tradução de Guilherme da Silva Braga

"O livro mais ousado de Kerouac."
The New York Times

Lançado em 1962, Big Sur é o livro mais honesto e pessoal de Jack Kerouac. Após a roda-viva que sucedeu ao lançamento de On the Road, em 1957, o escritor passou um período retirado em uma cabana do amigo e poeta beat Lawrence Ferlinghetti, na região de Big Sur, na costa da Califórnia, onde se dedicou à escrita. O romance mostra a deterioração física, mental e de ideais vivida por Jack Duluoz (alter ego de Kerouac). Outros nomes-chave da geração beat são retratados nesta obra autobiográfica: Neal Cassady (como Cody Pomeray), Carolyn Cassady (Evelyn), Gary Snyder (Jarry Wagner), Philip Whalen (Ben Fagan), Michael McClure (Pat McLear), Lenore Kandel (Romana Swartz), Lawrence Ferlinghetti (Lorenzo Monsanto) e Robert La Vigne (Robert Browning).

Diferentemente do frenesi e do idealismo de On the Road, em Big Sur o que se vê são os efeitos do alcoolismo e da decadência de um mito. Uma visão tão instigante de ler quanto aterrorizante.

Ler mais

Informações Gerais

  • Título:

    BIG SUR

  • Catálogo:
    Coleção L&PM Pocket
  • Gênero:
    Literatura Beat
  • Série:
    Beats
    Kerouac
  • Referência:
    811
  • Cód.Barras:
    9788525419279
  • ISBN:
    978.85.254.1927-9
  • Páginas:
    192
  • Edição:
    agosto de 2009

Vida & Obra

Opinião do Leitor

Murilo de Santana
Joinville-SC

Fantástico Kerouac, assim como dizem que todos deveriam plantar pelo menos uma árvore na vida, falo que  todos neste mundo deveriam ler pelo menos um livro de Jack, para poder ver o mundo em uma outra ótica, viver mas viver intensamente a vida................  

03/07/2010

Agatha

Denise
Pinheiro Machado - RS

Obrigada à L&PM por publicar mais uma tradução de Kerouac! Big Sur é ótimo, escuraço, genial.

25/11/2009 15:27:54

Você também pode gostar


The New York Times

Lançado em 1962, Big Sur é o livro mais honesto e pessoal de Jack Kerouac. Após a roda-viva que sucedeu ao lançamento de On the Road, em 1957, o escritor passou um período retirado em uma cabana do amigo e poeta beat Lawrence Ferlinghetti, na região de Big Sur, na costa da Califórnia, onde se dedicou à escrita. O romance mostra a deterioração física, mental e de ideais vivida por Jack Duluoz (alter ego de Kerouac). Outros nomes-chave da geração beat são retratados nesta obra autobiográfica: Neal Cassady (como Cody Pomeray), Carolyn Cassady (Evelyn), Gary Snyder (Jarry Wagner), Philip Whalen (Ben Fagan), Michael McClure (Pat McLear), Lenore Kandel (Romana Swartz), Lawrence Ferlinghetti (Lorenzo Monsanto) e Robert La Vigne (Robert Browning).

Diferentemente do frenesi e do idealismo de On the Road, em Big Sur o que se vê são os efeitos do alcoolismo e da decadência de um mito. Uma visão tão instigante de ler quanto aterrorizante.

" />