Coleção L&PM Pocket


O NOVIÇO

Luís Carlos Martins Pena
Prefácio e notas de Eduardo Wolf

R$19,90

Um casamento por interesse dá início à divertida história de O noviço. O inescrupuloso Ambrósio pensa que vai levar a melhor do casamento com Florência, uma rica e ingênua viúva. Mas seu plano começa a ruir com a chegada surpreendente de Rosa, sua primeira mulher. Picaresco e irônico, com esta peça – escrita por volta de 1845 – Martins  Pena revela os bastidores da provinciana sociedade carioca de meados do século XIX, criticando com sutileza e bom humor os falsos moralistas, os políticos gananciosos, os religiosos da boca pra fora e as convenções de um meio social marcado pelo preconceito e pela hipocrisia.

Ler mais

Informações Gerais

  • Título:

    O NOVIÇO

  • Catálogo:
    Coleção L&PM Pocket
  • Gênero:
    Literatura clássica brasileira
    Teatro
  • Referência:
    180
  • Cód.Barras:
    9788525406231
  • ISBN:
    978.85.254.0623-1
  • Páginas:
    112
  • Edição:
    outubro de 1999

Vida & Obra

Luís Carlos Martins Pena

Luis Carlos Matins Pena nasceu no dia 5 novembro de 1815 no Rio de Janeiro. Filho de João Martins Pena e Francisca de Paula Julieta Pena, ficou órfão de pai quando tinha apenas um ano de idade e de mãe aos dez. Dai por diante foi criado por tutores que o incentivaram a aprender as artes do comércio. Após completar o curso de Comércio em 1835, passou a estudar, dentre outras coisas, pintura, música, literatura e teatro. Dedicou-se também ao estudo de outras línguas, tendo ...

Ler mais

Opinião do Leitor

Seja o primeiro a opinar sobre este livro

Você também pode gostar


Um casamento por interesse dá início à divertida história de O noviço. O inescrupuloso Ambrósio pensa que vai levar a melhor do casamento com Florência, uma rica e ingênua viúva. Mas seu plano começa a ruir com a chegada surpreendente de Rosa, sua primeira mulher. Picaresco e irônico, com esta peça – escrita por volta de 1845 – Martins  Pena revela os bastidores da provinciana sociedade carioca de meados do século XIX, criticando com sutileza e bom humor os falsos moralistas, os políticos gananciosos, os religiosos da boca pra fora e as convenções de um meio social marcado pelo preconceito e pela hipocrisia.

" />