Coleção L&PM Pocket


A ESCRAVA ISAURA

R$19,90

Leitura obrigatória para o vestibular UVA 2015/2

Bernardo Joaquim da Silva Guimarães (1825-1884) nasceu e morreu em Ouro Preto, Minas Gerais. Estudou na Faculdade de Direito de São Paulo, onde conheceu o romancista José de Alencar e o poeta Álvares de Azevedo, de quem se tornou amigo. Foi juiz em Minas Gerais, mas foi à literatura que dedicou todas as suas energias. Seu romance A Escrava Isaura (1875) foi um dos grandes best-sellers de seu tempo (elogiado inclusive por D. Pedro II), tendo surgido num momento político sacudido pela campanha abolicionista. Escreveu também O Ermitão de Mequém (1869), O Seminarista e O Garimpeiro (ambos publicados em 1872).

A Escrava Isaura é um romance romântico com pretensões abolicionistas. Seu enredo apresenta uma seqüência de peripécias ao estilo dos folhetins da época, recheado de personagens unidimensionais (o bom é sempre bom e o mau é sempre mau). A personagem central é Isaura, uma escrava branca dotada dos melhores sentimentos, pura de coração e com uma "educação como não tiveram muitas ricas e ilustres damas". No entanto, sofre as terríveis perseguições de Leôncio, seu senhor e homem tocado pelos piores vícios.

Ler mais

Informações Gerais

  • Título:

    A ESCRAVA ISAURA

  • Catálogo:
    Coleção L&PM Pocket
  • Gênero:
    Literatura clássica brasileira
    Romance
  • Referência:
    111
  • Cód.Barras:
    9788525408518
  • ISBN:
    978.85.254.0851-8
  • Páginas:
    184
  • Edição:
    junho de 1998

Vida & Obra

Bernardo Guimarães

Bernardo Joaquim da Silva Guimarães nasceu em Ouro Preto, Minas Gerais, em 15 de agosto de 1825, e faleceu na mesma cidade, em 10 de março de 1884.  O magistrado, jornalista, professor, romancista e poeta é o patrono da Cadeira nº 5 da Academia Brasileira de Letras, por escolha de Raimundo Correia. Era filho de Joaquim da Silva Guimarães e Constança Beatriz de Oliveira. Dos 4 aos 16 anos viveu em Uberaba e Campo Belo, impregnando-se das paisagens que mais tarde de...

Ler mais

Opinião do Leitor

vivian martins
porto alegre/rs

Acho muito lindo esse livro. Sempre gostei de histórias  assim.

08/03/2014

Você também pode gostar


" />