Coleção L&PM Pocket


MAIGRET E A MULHER DO LADRÃO (INÉDITO)

MAIGRET ET LA GRANDE PERCHE

Georges Simenon

Tradução de Paulo Neves

Fora de catálogo

Uma ex-prostituta que Maigret havia prendido no passado vai vê-lo porque está preocupada com seu marido. Ela é conhecida pelo apelido de Lofty. Dezessete anos atrás, quando Maigret era um policial inexperiente, ela havia tirado todas as suas roupas na tentativa de evitar que ele a levasse para a delegacia de polícia. Agora, seu marido Alfred, um ladrão um tanto azarado especializado em arrombamentos seguros, teve uma experiência desastrosa ao arrombar uma casa - se deparou com o corpo ensaguentado de uma mulher. De acordo com Lofty, a casa pertencia a um abastado dentista que vivia próximo ao Bois de Boulogne.

Jules Maigret é o mais famoso personagem do escritor belga Georges Simenon (1903-1989), um dos autores mais lidos e cultuados do século XX. Reservado, generoso, amante do cachimbo e de uma boa cerveja, o inspetor Maigret conquistou – em 75 romances e várias histórias curtas – legiões de admiradores em todo o mundo. Lançando mão de sua profunda compreensão da natureza humana como principal instrumento na solução de crimes, tornou-se um marco da literatura policial, ao lado dos mais célebres investigadores, como Auguste Dupin, Sherlock Holmes, Hercule Poirot e Philip Marlowe.

Ler mais

Informações Gerais

  • Título:

    MAIGRET E A MULHER DO LADRÃO (INÉDITO)

  • Título Original:
    MAIGRET ET LA GRANDE PERCHE
  • Catálogo:
    Coleção L&PM Pocket
  • Gênero:
    Romance policial
    Literatura moderna internacional
  • Série:
    Simenon
  • Referência:
    997
  • Cód.Barras:
    9788525425607
  • ISBN:
    978.85.254.2560-7
  • Páginas:
    176
  • Edição:
    janeiro de 2012

Vida & Obra

Georges Simenon

Nas primeira horas da sexta-feira dia 13 de fevereiro de 1903, nasce em Liège, na Bélgica, Georges Joseph Christian Simenon, filho do contador Desiré Simenon e Henriette. Supersticiosos, os pais registram o primogênito como nascido às 23 horas e 30 minutos do dia 12. Em 1906, nasce Christian, único irmão de Georges, que desempenhará um papel crucial nas relações da família: torna-se o preferido de Henriette, que relegará Georges a um segundo plano.

Ler mais

Opinião do Leitor

Dandara Machado
Santa Maria-RS

Um ladrão azarado topa com um cadáver. Sua mulher, uma ex-prostituta que Maigret havia prendido há anos atrás e que ele apelidou de Magricela, vai até o Quai de Orfèvres
pedir sua ajuda. O relato da mulher dá início a uma investigação que levará Maigret à desvendar três assassinatos e impedir um quarto. O final é surpreendente. Um dos melhores casos do comissário criado por Georges Simenon.

29/02/2012

Você também pode gostar


Uma ex-prostituta que Maigret havia prendido no passado vai vê-lo porque está preocupada com seu marido. Ela é conhecida pelo apelido de Lofty. Dezessete anos atrás, quando Maigret era um policial inexperiente, ela havia tirado todas as suas roupas na tentativa de evitar que ele a levasse para a delegacia de polícia. Agora, seu marido Alfred, um ladrão um tanto azarado especializado em arrombamentos seguros, teve uma experiência desastrosa ao arrombar uma casa - se deparou com o corpo ensaguentado de uma mulher. De acordo com Lofty, a casa pertencia a um abastado dentista que vivia próximo ao Bois de Boulogne.

Jules Maigret é o mais famoso personagem do escritor belga Georges Simenon (1903-1989), um dos autores mais lidos e cultuados do século XX. Reservado, generoso, amante do cachimbo e de uma boa cerveja, o inspetor Maigret conquistou – em 75 romances e várias histórias curtas – legiões de admiradores em todo o mundo. Lançando mão de sua profunda compreensão da natureza humana como principal instrumento na solução de crimes, tornou-se um marco da literatura policial, ao lado dos mais célebres investigadores, como Auguste Dupin, Sherlock Holmes, Hercule Poirot e Philip Marlowe.

" />