Coleção L&PM Pocket


MAIGRET SE DEFENDE (INÉDITO)

MAIGRET SE DÉFEND

Georges Simenon

Tradução de Alessandro Zir

Fora de catálogo

"Diga Maigret..."
Somente mais tarde o comissário lembrou-se da frasezinha, que não lhe tinha chamado a atenção quando dita. Tudo era familiar: a decoração, as feições e até mesmo os gestos dos envolvidos. Tão familiares que não eram sequer notados. O incidente ocorrera na Rue Popincourt, a algumas centenas de metros do Boulevard Richard-Lenoir, na casa dos Pardon, onde Maigret e sua mulher tinham o hábito de jantar uma vez por mês, muitos anos.
Da mesma forma, uma vez por mês o doutor e sua mulher jantavam na casa do comissário. As duas esposas tinham assim a oportunidade de se empenhar numa amigável competição de culinária.

Ler mais

Informações Gerais

  • Título:

    MAIGRET SE DEFENDE (INÉDITO)

  • Título Original:
    MAIGRET SE DÉFEND
  • Catálogo:
    Coleção L&PM Pocket
  • Gênero:
    Romance policial
  • Série:
    Simenon
  • Referência:
    944
  • Cód.Barras:
    9788525421883
  • ISBN:
    978.85.254.2188-3
  • Páginas:
    176
  • Edição:
    abril de 2011

Vida & Obra

Georges Simenon

Nas primeira horas da sexta-feira dia 13 de fevereiro de 1903, nasce em Liège, na Bélgica, Georges Joseph Christian Simenon, filho do contador Desiré Simenon e Henriette. Supersticiosos, os pais registram o primogênito como nascido às 23 horas e 30 minutos do dia 12. Em 1906, nasce Christian, único irmão de Georges, que desempenhará um papel crucial nas relações da família: torna-se o preferido de Henriette, que relegará Georges a um segundo plano.

Ler mais

Opinião do Leitor

Seja o primeiro a opinar sobre este livro

Você também pode gostar


"Diga Maigret..."
Somente mais tarde o comissário lembrou-se da frasezinha, que não lhe tinha chamado a atenção quando dita. Tudo era familiar: a decoração, as feições e até mesmo os gestos dos envolvidos. Tão familiares que não eram sequer notados. O incidente ocorrera na Rue Popincourt, a algumas centenas de metros do Boulevard Richard-Lenoir, na casa dos Pardon, onde Maigret e sua mulher tinham o hábito de jantar uma vez por mês, muitos anos.
Da mesma forma, uma vez por mês o doutor e sua mulher jantavam na casa do comissário. As duas esposas tinham assim a oportunidade de se empenhar numa amigável competição de culinária.

" />