Outros Formatos


Da descida do homem na Lua à eleição do primeiro presidente negro dos Estados Unidos, muito nanquim correu pela caneta do cartunista Santiago. Tendo como critério a relevância histórica dos acontecimentos, o autor reuniu desenhos que registram 40 anos de história recente. Fatos como a abertura democrática do governo Geisel, a tortura, a anistia, as Diretas, o surgimento da AIDS, o fim da União Soviética, o fenômeno Collor, as privatizações do período FHC, a queda das Torres Gêmeas, a eleição de Lula e a crise econômica da bolha imobiliária norte-americana são retratados com o humor e a irreverência que Santiago imprime a suas criações.


Em Retroscópio estão reunidas 171 dessas charges, cobrindo o período entre 1969 e 2009. Durante esse tempo, muitas vezes a charge era a única maneira de expressar uma posição crítica, mesmo que velada, aos regimes ditatoriais da América Latina. Nesses 40 anos, eventos marcantes como a redemocratização do Brasil, a queda do Muro de Berlim, a consolidação da informática, a Guerra do Vietnã, a morte de Hitchcock, de Chaplin, da princesa Diana, o surgimento do Viagra ganharam uma perspicaz leitura gráfica. Ao revisitar seu trabalho, Santiago proporciona uma maravilhosa viagem no tempo.

Ler mais

Informações Gerais

  • Título:

    RETROSCÓPIO

  • Catálogo:
    Outros Formatos
  • Gênero:
    Humor
  • Cód.Barras:
    9788525420701
  • ISBN:
    978.85.254.2070-1
  • Páginas:
    180
  • Edição:
    outubro de 2010

Vida & Obra

Santiago

Neltair Rebés Abreu (Santiago) nasceu em Santiago do Boqueirão, no estado do Rio Grande do Sul, em 14 de setembro de 1950. Começou a desenhar antes mesmo de começar a estudar. Iniciou-se na arte da caricatura retratando humoristicamente os professores dos tempos de escola. Ainda em sua cidade, caricaturou prefeitos, vereadores e figuras locais.

Concluído o curso secundário em 1970, mudou-se para Porto Alegre em busca de trabalho e aprimoramento nos ...

Ler mais

Opinião do Leitor

Seja o primeiro a opinar sobre este livro

Você também pode gostar


Da descida do homem na Lua à eleição do primeiro presidente negro dos Estados Unidos, muito nanquim correu pela caneta do cartunista Santiago. Tendo como critério a relevância histórica dos acontecimentos, o autor reuniu desenhos que registram 40 anos de história recente. Fatos como a abertura democrática do governo Geisel, a tortura, a anistia, as Diretas, o surgimento da AIDS, o fim da União Soviética, o fenômeno Collor, as privatizações do período FHC, a queda das Torres Gêmeas, a eleição de Lula e a crise econômica da bolha imobiliária norte-americana são retratados com o humor e a irreverência que Santiago imprime a suas criações.


Em Retroscópio estão reunidas 171 dessas charges, cobrindo o período entre 1969 e 2009. Durante esse tempo, muitas vezes a charge era a única maneira de expressar uma posição crítica, mesmo que velada, aos regimes ditatoriais da América Latina. Nesses 40 anos, eventos marcantes como a redemocratização do Brasil, a queda do Muro de Berlim, a consolidação da informática, a Guerra do Vietnã, a morte de Hitchcock, de Chaplin, da princesa Diana, o surgimento do Viagra ganharam uma perspicaz leitura gráfica. Ao revisitar seu trabalho, Santiago proporciona uma maravilhosa viagem no tempo.

" />