Coleção L&PM Pocket


DIÁRIOS DE ANDY WARHOL - VOL. 1

THE ANDY WARHOL DIARIES

Fora de catálogo

"Os Diários são sua última grande obra de arte."

The Guardian

De 1976 até sua morte em 1987, Andy Warhol telefonava todas as manhãs para a escritora Pat Hackett, sua amiga e colaboradora, e relatava os acontecimentos das últimas 24 horas: onde tinha ido, o que tinha feito, quem tinha visto e o que achava de tudo isso. O relato que começou despretensiosamente, com o passar do tempo transformou-se no diário mais sincero e compulsivo já escrito por uma personalidade deste século.

Após a morte de A.W., Diários de Andy Warhol foi organizado e publicado por Pat, provocando processos e arrepios nos billionaires e mega-starsinternacionais. Mick Jagger, Ronald Reagan, Truman Capote, John Lennon e Yoko Ono, Fellini, Pelé, Jack Nicholson, Madonna e mais centenas de pessoas famosas estão expostas em comentários que vão do chocante ao hilariante.

O livro Diários de Andy Warhol foi publicado originalmente pela L&PM Editores em 1989, com quase 800 páginas. Em versão pocket, o volume um compreende os anos 1976 a 1981 e o volume dois, de 1982 a 1987 - ambos com índice remissivo.

Ler mais

Informações Gerais

  • Título:

    DIÁRIOS DE ANDY WARHOL - VOL. 1

  • Título Original:
    THE ANDY WARHOL DIARIES
  • Catálogo:
    Coleção L&PM Pocket
  • Gênero:
    Diários
  • Referência:
    1000
  • Cód.Barras:
    9788525425225
  • ISBN:
    978.85.254.2522-5
  • Páginas:
    544
  • Edição:
    janeiro de 2012

Vida & Obra

Andy Warhol

Andy Warhol nasceu em Pittsburgh, em 1928. Foi um pintor, empresário e cineasta norte-americano, e consagrou-se como a figura maior do movimento pop art.

Ler mais

Opinião do Leitor

Seja o primeiro a opinar sobre este livro

Você também pode gostar


The Guardian

De 1976 até sua morte em 1987, Andy Warhol telefonava todas as manhãs para a escritora Pat Hackett, sua amiga e colaboradora, e relatava os acontecimentos das últimas 24 horas: onde tinha ido, o que tinha feito, quem tinha visto e o que achava de tudo isso. O relato que começou despretensiosamente, com o passar do tempo transformou-se no diário mais sincero e compulsivo já escrito por uma personalidade deste século.

Após a morte de A.W., Diários de Andy Warhol foi organizado e publicado por Pat, provocando processos e arrepios nos billionaires e mega-starsinternacionais. Mick Jagger, Ronald Reagan, Truman Capote, John Lennon e Yoko Ono, Fellini, Pelé, Jack Nicholson, Madonna e mais centenas de pessoas famosas estão expostas em comentários que vão do chocante ao hilariante.

O livro Diários de Andy Warhol foi publicado originalmente pela L&PM Editores em 1989, com quase 800 páginas. Em versão pocket, o volume um compreende os anos 1976 a 1981 e o volume dois, de 1982 a 1987 - ambos com índice remissivo.

" />