Outros Formatos


1926: A GRANDE MARCHA - Hélio Silva

1926: A GRANDE MARCHA

R$45,00

1926 – A grande marcha dá continuidade ao Ciclo de Vargas, conjunto de livros que marcou época dentre historiadores e público em geral ao propor uma leitura dos acontecimentos da história moderna brasileira. Mesmo assim, 1926 – A grande marcha pode ser lido independentemente dos outros volumes que compõem O Ciclo.

Este tomo abrange o período de 29 de outubro de 1924 a 2 de janeiro de 1930. Começa com os revolucionários de do Segundo 5 de julho abandonando São Paulo para que a cidade não seja destruída, pois a rebelião ficara circunscrita, sem propagação nacional. Isidoro Dias Lopes, Miguel Costa e seus companheiros de Coluna, de São Paulo sobem o Rio Paraná e na foz do Iguaçu fazem junção com Luís Carlos Prestes, João Alberto e os gaúchos da Coluna do Sul. Aí nasce a Coluna Prestes, que percorre mais de 33 mil quilômetros em dois anos e três meses, semeando a revolução, despertando o sertão e alertando as cidades. Prestes transforma-se em mito: já é O Cavalheiro da Esperança que termina por se internar na Bolívia com seus homens famintos, maltrapilhos, as armas descalibradas, sem dinheiro, mas invictos e arautos do inconformismo.

Depois dessa primeira parte, que reconstitui, minuciosa e documentadamente, a epopéia da Coluna Prestes, a obra detém-se nas lutas pela sucessão de Washington Luís, quando surgem as candidaturas de Júlio Prestes e Getúlio Vargas, nascendo então a Aliança Liberal e organizando-se as Caravanas democráticas que, percorrendo o Brasil, pregam a renovação dos costumes políticos e invocam o nome de Prestes. Mas, agora, é Vargas quem personaliza a Esperança. As peripécias, marchas e contramarchas, incidentes e percalços desse agitado período da história republicana – em que fermenta e germina o ideal revolucionário que vai empolgar a nação e sublevar o povo – são evocados com apoio em rica, inédita e substancial documentação, jamais reunida por nenhum estudioso do assunto.

Testemunha e participante da campanha política desse tempo, Hélio Silva trouxe a público, pela primeira vez, documentos secretos dos arquivos particulares de Getúlio Vargas, Osvaldo Aranha, João Neves, Borges de Medeiros, Flores da Cunha, Lindolfo Collor, para enumerar apenas uns poucos.

"Hélio Silva é um nome dos mais destacados entre os estudiosos (do que quer que seja) brasileiros e merece a consagração de todos os brasileiros."
Antônio Houaiss

"Não se poderá de agora em diante escrever a história política e social do Brasil sem recorrer a esta série monumental."
Josué Montello

"O mais valioso testemunho documental de que poderão socorrer-se, no futuro, os historiadores desta época."
Juarez Távora

Ler mais

Informações Gerais

  • Título:

    1926: A GRANDE MARCHA

  • Catálogo:
    Outros Formatos
  • Gênero:
    História
    Política Documento
  • Cód.Barras:
    9788525413468
  • ISBN:
    978.85.254.1346-8
  • Páginas:
    384

Vida & Obra

Hélio Silva

Hélio Ribeiro da Silva nasceu a 10 de abril de 1904, no subúrbio carioca do Riachuelo (Estrada de Ferro Central do Brasil). Estudou em escolas públicas do Rio, onde desde cedo começou a escrever. Aos 16 anos, já fazia parte da roda literária da qual também participavam os jovens Moacyr de Almeida, Pádua de Almeida, Nóbrega da Cunha, Alberto Figueiredo Pimentel Segundo, Póvoa de Siqueira, Thomas Murat, João Ribeiro Pinheiro, Jarbas Andréa, Danton Jobim, José Barreto Filho e ...

Ler mais

Opinião do Leitor

Seja o primeiro a opinar sobre este livro

Você também pode gostar