Coleção L&PM Pocket


SONO ETERNO, O

THE BIG SLEEP

Raymond Chandler

Tradução de William Lagos

70 ANOS DE UM CLÁSSICO

Lançado em 1939, O sono eterno é o primeiro romance do mestre da literatura policial noir Raymond Chandler. Também é nesta obra que surge a sua mais genial criação: Philip Marlowe, o ambíguo detetive particular que seria protagonista de todas as narrativas longas do autor.

O cenário é a Califórnia no difícil período da depressão, nos anos 30. Marlowe aparece como um personagem tão fascinante quanto complexo: cínico, aparência de durão, mas com um lado generoso e sentimental. À margem dos tiras, dos clientes e dos criminosos, ele é um solitário convivendo com as mazelas de um tempo difícil, na cidade grande apinhada de perdedores.

Em O sono eterno Marlowe é contratado por um velho general milionário e doente, que passa o dia envolto em um cobertor num orquidário úmido e escaldante. Pai de duas filhas lindas e complicadas, o velho general está sendo chantageado...

Eletrizante, estilisticamente perfeito, este belo livro foi adaptado para o cinema sob o título À beira do abismo, com Humphrey Bogart e Lauren Bacall. Setenta anos após sua primeira publicação, segue sendo um divisor de águas na história da literatura e da estética noir.

Ler mais

Informações Gerais

  • Título:

    SONO ETERNO, O

  • Título Original:
    THE BIG SLEEP
  • Catálogo:
    Coleção L&PM Pocket
  • Gênero:
    Policial
    Romance
  • Série:
    Raymond Chandler
  • Referência:
    249
  • Cód.Barras:
    9788525412362
  • ISBN:
    978.85.254.1236-2
  • Páginas:
    248
  • Edição:
    novembro de 2001

Vida & Obra

Raymond Chandler

Raymond Chandler foi uma das grandes personalidades da literatura americana do século XX. Pontificou no gênero policial noir, uma vertente, digamos assim, mais intimista e realista do que aquele tipo de literatura de “crime e mistério” que surgiu com Poe, Conan Doyle e Chesterton e que teve seguidores célebres como Agatha Christie, Ruth Rendell, Rex Stout e, de certa forma, Georges Simenon. Chandler e seu mestre Dashiell Hammett desprezavam esta comparação. Seus ro...

Ler mais

Opinião do Leitor

Felipe de Oliveira
Ceilândia/DF

Simplesmente fascinante. O que é mais incrível em Marlowe, o tough guy que protagoniza as histórias de Chandler, é a sua profunda simplicidade: não é dotado de uma capacidade sobre-humana de raciocínio, nem é um erudito, muito menos alguém com habilidades dedutivas que desafiam o pensador ordinário. Philip Marlowe é um cara durão, insistente, sarcástico e leal que tenta ganhar a vida em uma sociedade em falência.

25/03/2010

Você também pode gostar


Lançado em 1939, O sono eterno é o primeiro romance do mestre da literatura policial noir Raymond Chandler. Também é nesta obra que surge a sua mais genial criação: Philip Marlowe, o ambíguo detetive particular que seria protagonista de todas as narrativas longas do autor.

O cenário é a Califórnia no difícil período da depressão, nos anos 30. Marlowe aparece como um personagem tão fascinante quanto complexo: cínico, aparência de durão, mas com um lado generoso e sentimental. À margem dos tiras, dos clientes e dos criminosos, ele é um solitário convivendo com as mazelas de um tempo difícil, na cidade grande apinhada de perdedores.

Em O sono eterno Marlowe é contratado por um velho general milionário e doente, que passa o dia envolto em um cobertor num orquidário úmido e escaldante. Pai de duas filhas lindas e complicadas, o velho general está sendo chantageado...

Eletrizante, estilisticamente perfeito, este belo livro foi adaptado para o cinema sob o título À beira do abismo, com Humphrey Bogart e Lauren Bacall. Setenta anos após sua primeira publicação, segue sendo um divisor de águas na história da literatura e da estética noir.

" />