Coleção L&PM E-books


LISÍSTRATA - A GREVE DO SEXO

Na Antigüidade grega, as comédias eram vistas pelas classes cultas como um gênero popular menor, que nada acrescentava ao espírito. Entretanto, a genialidade do poeta ateniense Aristófanes (445 - 385 ? a. C.) conseguiu suplantar o descaso com que as peças cômicas eram vistas pelos eruditos – aqueles que, justamente, determinavam e registravam o que iria passar à posteridade –, e várias das suas comédias chegaram até nós. A mais representativa e importante delas é, provavelmente, Lisístrata, lançada pela Coleção L&PM POCKET em tradução do escritor e jornalista Millôr Fernandes.

Em meio a uma guerra que se prolonga, ceifando a vida dos homens e filhos de Atenas e esvaziando os cofres públicos, as mulheres gregas, lideradas por Lisístrata, decidem fazer o que está ao seu alcance: negar os deveres matrimoniais aos seus maridos, até que estes assinem um acordo de paz. De quebra, elas se apoderam do erário público – recurso fundamental para financiar as incursões guerreiras.

Oriunda de uma época em que as mulheres não subiam ao palco, assim como não eram autorizadas entre o público do teatro, Lisístrata é um retrato de seu tempo e da civilização ocidental. Um retrato bem-humorado, no entanto: inversões de papéis e situações absurdas e carnavalizadas marcam o texto. Nas entrelinhas desta obra-prima do pai da comédia, o que se vê é a discussão de temas tão sérios quanto atuais, como o a paz e a democracia, o amor à pátria e o preço da guerra.

A tradução do também autor de peças teatrais Millôr Fernandes garante o humor e a agilidade do texto.

Ler mais

Informações Gerais

  • Título:

    LISÍSTRATA - A GREVE DO SEXO

  • Catálogo:
    Coleção L&PM E-books
  • Gênero:
    Teatro
    Literatura clássica internacional
  • eISBN:
    978.85.254.2311-5

Vida & Obra

Aristófanes

Pouco se sabe sobre a vida de Aristófanes. O que se pode dizer é que ele era considerado cidadão ateniense e que nasceu, muito provavelmente, em 445 a. C., em local ignorado. Por meio de sua obra, pode-se dizer que ele recebeu uma sólida educação filosófica e musical, como, aliás, acontecia na época com aqueles que se tornavam autores teatrais. Relacionou-se com pessoas da elite ateniense e movimentava-se nos meios intelectuais (em O banquete, Platão mostra-o acomp...

Ler mais

Opinião do Leitor

Seja o primeiro a opinar sobre este livro

Você também pode gostar