Outros Formatos


SHAKESPEARE TRADUZIDO POR MILLÔR FERNANDES

R$59,90

Millôr resgata o prazer de ler Shakespeare

Que Millôr Fernandes era um grande gozador ninguém duvida. É o que confirma uma das entradas de Millôr definitivo – a bíblia do caos:

GOZAÇÃO
Posso estar enganado, mas acho que quem me telefonou noutro dia, às 3 horas da manhã, era um safado querendo me humilhar. Perguntou ele: “Por favor, aí é da casa do jornalista, desenhista, tradutor e teatrólogo Millôr Fernandes?”. “É”, disse eu, encabulado, sem saber bem o que responder. “Desculpe”, disse a voz do outro lado; “é engano”.

Assim como caçoava de si mesmo – embora tenha sido um dos maiores intelectuais que o país já teve –, Millôr não poupava ninguém, nem os eruditos (ou principalmente estes), tais como os especialistas em Shakespeare. Mas, diferentemente deles, Millôr, que desde cedo entendera a dificuldade do ofício de tradutor, acreditava que uma tradução deveria ser não apenas lida, mas compreendida pelo leitor. Ao mesmo tempo em que é preciso ter o mais absoluto respeito pelo original, é preciso também ter o atrevimento de desrespeitá-lo, traí-lo para, assim, lhe ser mais fiel.
Quando topou a empreitada de traduzir Shakespeare – um de seus reverenciados mestres –, Millôr não mediu esforços para adaptar as peças do escritor inglês, do período elisabetano, de forma a proporcionar ao leitor brasileiro contemporâneo uma leitura única. Esta edição apresenta quatro dos maiores clássicos de William Shakespeare – A megera domada, As alegres matronas de Windsor, Hamlet e O Rei Lear, duas comédias e duas tragédias respectivamente – na célebre e cuidadosa tradução de Millôr Fernandes, que afirmava, com a perspicácia característica: “Sheikispir, sim, é que era bão: / só escrivia citação!”.

William Shakespeare (1564-1616), filho de um rico comerciante, nasceu e morreu em Stratford- -upon-Avon, na Inglaterra. Considerado um dos escritores mais importantes de todos os tempos, alcançou o sucesso nos campos da dramaturgia e da poesia ainda em vida. Acredita-se que por volta de 1585 iniciou uma bem-sucedida carreira de ator em Londres e que a maior parte da sua obra foi escrita entre 1590 e 1613, quando, já famoso, retirou-se aos 49 anos para uma luxuosa propriedade em sua cidade natal. Deixou como legado 38 peças de teatro, entre as quais clássicos como Hamlet, O Rei Lear, Macbeth, Otelo, A tempestade, Júlio César e Romeu e Julieta, além de uma obra poética, na qual destacam-se os sonetos.

Millôr Fernandes (1924-2012) publicou nos principais veículos de comunicação do país, como O Cruzeiro, O Pasquim e Veja. É autor de dezenas de livros, tais como Que país é este? e Millôr definitivo – a bíblia do caos. Sua obra teatral é vasta e reúne mais de cem peças, incluindo textos originais (O homem do princípio ao fim, Liberdade, liberdade) e traduções (Shakespeare, Molière, Tchékhov e outros).

Ler mais

Informações Gerais

  • Título:

    SHAKESPEARE TRADUZIDO POR MILLÔR FERNANDES

  • Catálogo:
    Outros Formatos
  • Gênero:
    Teatro
  • Série:
    Shakespeare
  • Cód.Barras:
    9788525431431
  • ISBN:
    978.85.254.3143-1
  • Páginas:
    440

Vida & Obra

William Shakespeare

Nasceu em Stratford-upon-Avon, Inglaterra, em 23 de abril de 1565, filho de John Shakespeare e Mary Arden. John Shakespeare era um rico comerciante, além de ter ocupado vários cargos da administração da cidade. Mary Arden era oriunda de uma família cultivada. Pouco se sabe da infância e da juventude de Shakespeare, mas imagina-se que tenha freqüentado a escola primária King Edward VI, onde teria aprendido latim e literatura. Em dezembro de 1582, Shakespeare casou-se com Ann...

Ler mais

Opinião do Leitor

Seja o primeiro a opinar sobre este livro

Você também pode gostar


A megera domada, As alegres matronas de Windsor, Hamlet e O Rei Lear, duas comédias e duas tragédias respectivamente – na célebre e cuidadosa tradução de Millôr Fernandes, que afirmava, com a perspicácia característica: “Sheikispir, sim, é que era bão: / só escrivia citação!”.

William Shakespeare (1564-1616), filho de um rico comerciante, nasceu e morreu em Stratford- -upon-Avon, na Inglaterra. Considerado um dos escritores mais importantes de todos os tempos, alcançou o sucesso nos campos da dramaturgia e da poesia ainda em vida. Acredita-se que por volta de 1585 iniciou uma bem-sucedida carreira de ator em Londres e que a maior parte da sua obra foi escrita entre 1590 e 1613, quando, já famoso, retirou-se aos 49 anos para uma luxuosa propriedade em sua cidade natal. Deixou como legado 38 peças de teatro, entre as quais clássicos como Hamlet, O Rei Lear, Macbeth, Otelo, A tempestade, Júlio César e Romeu e Julieta, além de uma obra poética, na qual destacam-se os sonetos.

Millôr Fernandes (1924-2012) publicou nos principais veículos de comunicação do país, como O Cruzeiro, O Pasquim e Veja. É autor de dezenas de livros, tais como Que país é este? e Millôr definitivo – a bíblia do caos. Sua obra teatral é vasta e reúne mais de cem peças, incluindo textos originais (O homem do princípio ao fim, Liberdade, liberdade) e traduções (Shakespeare, Molière, Tchékhov e outros).

" />