Coleção L&PM Pocket


BUDISMO

LE BOUDDHISME

Claude B. Levenson

Tradução de Rejane Janowitzer

 

Ao mesmo tempo uma filosofia, uma religião, uma arte de viver, o budismo pode ser considerado também uma maneira de encarar o mundo. O primeiro que partiu em busca da verdade e do conhecimento foi Sidarta Gautama, há 25 séculos.
Filho de príncipe, dedicou a vida à procura da libertação do sofrimento, trilhando um caminho de sabedoria e reflexão. Ele, um Despertado, ou seja, um buda, se tornou uma lenda, e sua doutrina atravessou os séculos e rompeu as barreiras geográficas do Oriente.
Virtudes como a não-violência, a compaixão, a sabedoria e o desprendimento material carregam uma mensagem de paz que une budistas de todo o planeta e mais do que nunca se faz necessária para aplacar as angústias e os focos de tensão da humanidade.

Ler mais

Informações Gerais

  • Título:

    BUDISMO

  • Título Original:
    LE BOUDDHISME
  • Catálogo:
    Coleção L&PM Pocket
  • Gênero:
    Não ficção
    Religião
  • Série:
    Encyclopaedia
  • Referência:
    758
  • Cód.Barras:
    9788525418722
  • ISBN:
    978.85.254.1872-2
  • Páginas:
    128
  • Edição:
    maio de 2009

Vida & Obra

Claude B. Levenson

Claude B. Levenson é escritora e tradutora. É autora de numerosas obras, como Le Seigneur du Lotus blanc: le dalaï-lama (Lieu commun, 1987) e Les symboles du bouddhisme tibétain (Assouline, 1998).

Ler mais

Opinião do Leitor

Honi
São Luis do Maranhão

Acho que buda nos mostrou algo assim como Jesus e outros nomes que marcaram na religião. O que podemos chamar isso de mídia da religião. Mas, lógico, é importante ter o amor sobre as coisas, sempre fazer o bem ao próximo quando possível. ; )

20/07/2010 09:36:43

Agatha

Josy / Mazagaõ-Amapá

Eu achei que esse livro é muito importante para todos, por que além de livro é também um exercício!!!!!!!!!!!!



29/05/2009 18:20:54

Você também pode gostar


 

Ao mesmo tempo uma filosofia, uma religião, uma arte de viver, o budismo pode ser considerado também uma maneira de encarar o mundo. O primeiro que partiu em busca da verdade e do conhecimento foi Sidarta Gautama, há 25 séculos.
Filho de príncipe, dedicou a vida à procura da libertação do sofrimento, trilhando um caminho de sabedoria e reflexão. Ele, um Despertado, ou seja, um buda, se tornou uma lenda, e sua doutrina atravessou os séculos e rompeu as barreiras geográficas do Oriente.
Virtudes como a não-violência, a compaixão, a sabedoria e o desprendimento material carregam uma mensagem de paz que une budistas de todo o planeta e mais do que nunca se faz necessária para aplacar as angústias e os focos de tensão da humanidade.

" />