Coleção L&PM E-books


QUE SEJA EM SEGREDO

Ana Miranda

Escritos da devassidão nos conventos brasileiros e portugueses dos séculos XVII e XVIII

Pesquisa e introdução de Ana Miranda
Da mesma autora de Boca do inferno

Puta dum corno, dos diabos freira,
Eu me ausento, por mais não aturar-te;
Tu cá ficas, cá podes esfregar-te
Com quem melhor te apague essa coceira;
(Antonio Lobo de Carvalho)

Em Portugal e no Brasil dos séculos XVII e XVIII, a vocação religiosa não era razão determinante para uma mulher ser enviada a um convento. Elas podiam ser enclausuradas por rebeldia, excesso de sensualidade, de intelectualidade, por ter perdido a virgindade ou, simplesmente, pelo status que ter uma filha freira conferia às famílias. Como consequência, casos amorosos com monjas – platônicos e consumados – abundavam; celas e conventos eram ambientes de grande licenciosidade, e até mesmo o rei Dom João V era um “freirático” – aquele que frequenta freiras. Poemas luxuriosos, românticos, por vezes sarcásticos, escritos para e por freiras, em plena Inquisição, documentam tal costume dessa época em que, como poucas, a interdição sexual teve a função de afrodisíaco.

Ler mais

Informações Gerais

  • Título:

    QUE SEJA EM SEGREDO

  • Catálogo:
    Coleção L&PM E-books
  • Gênero:
    Poesia
    Erótico
  • Série:
    Eróticos
  • eISBN:
    978.85.254.3668-9
  • Edição:
    novembro de 2014

Vida & Obra

Opinião do Leitor

Seja o primeiro a opinar sobre este livro

Você também pode gostar