Coleção L&PM Pocket


CANINOS BRANCOS

WHITE FANG

Jack London

Tradução de Rosaura Eichenberg

Um dos escritores americanos mais traduzidos e internacionalmente populares, Jack London (1876-1916) baseou vários de seus livros nas suas próprias experiências como garimpeiro no Klondike, em 1897. Em O chamado da floresta (1903), descreveu o retorno de uma criatura "civilizada", o cachorro Buck, à natureza em liberdade. Em Caninos brancos (1906), retrata a enorme adaptabilidade "social" de uma criatura selvagem, o cachorro-lobo do título, e o seu "progresso" gradual para a civilização. As vicissitudes de Caninos Brancos – especialmente quando consideradas em conjunto com a história de vida do criminoso Jim Hall, relatada em poucos parágrafos no capítulo final – também podem ser facilmente interpretadas como um apelo pela regeneração social dos marginais humanos.

Ler mais

Informações Gerais

  • Título:

    CANINOS BRANCOS

  • Título Original:
    WHITE FANG
  • Catálogo:
    Coleção L&PM Pocket
  • Gênero:
    Romance
    Literatura clássica internacional
  • Referência:
    266
  • Cód.Barras:
    9788525411006
  • ISBN:
    978.85.254.1100-6
  • Páginas:
    232
  • Edição:
    abril de 2002

Vida & Obra

Jack London

Tanto pelos seus livros como pela vida cheia de aventuras que teve (foi sucessivamente jornaleiro, pescador, marinheiro, não concluiu os estudos universitários e foi procurar ouro nas minas de Klondike) Jack London (1876-1916) exerceu verdadeira fascinação no público.

A sua estréia parece datar de 1902 com A filha de Neves, a que se seguiram: O povo do absimo, O chamado da floresta, Caninos brancos, Radiosa aurora...

Ler mais

Opinião do Leitor

Jayne Thalya
ponta grossa - PARANÁ

Adorei este livro. Realmente facinante... fiquei encantada pela riqueza de detalhes que encontrei nesta obra e adoraria conhecer novas obras de Jack London.

30/05/2012 16:07:27

Agatha

Daniel Aço / Porto Alegre-RS

Jack London é um verdadeiro realista narrativo. Descreve como poucos a relação do homem com seu meio natural, suas florestas, neve, animais e hostilidades mais desesperadoras. Seu estilo traz boa erudição e percebe-se quão observador foi o autor em seus escritos. Caninos Brancos é uma história tensioanda, por vezes dramática e interessante. Jack London dispensa maiores comentários. Excepcional!

13/04/2009 09:23:17

Você também pode gostar


Um dos escritores americanos mais traduzidos e internacionalmente populares, Jack London (1876-1916) baseou vários de seus livros nas suas próprias experiências como garimpeiro no Klondike, em 1897. Em O chamado da floresta (1903), descreveu o retorno de uma criatura "civilizada", o cachorro Buck, à natureza em liberdade. Em Caninos brancos (1906), retrata a enorme adaptabilidade "social" de uma criatura selvagem, o cachorro-lobo do título, e o seu "progresso" gradual para a civilização. As vicissitudes de Caninos Brancos – especialmente quando consideradas em conjunto com a história de vida do criminoso Jim Hall, relatada em poucos parágrafos no capítulo final – também podem ser facilmente interpretadas como um apelo pela regeneração social dos marginais humanos.

" />