Coleção L&PM Pocket


DONA ANJA

R$22,90

A aprovação da Lei do Divórcio pelo Congresso, em 3 de dezembro de 1977, significou uma suada vitória. O país ­inteiro parou – como numa final de Copa do Mundo – para ouvir a votação da emenda do senador Nélson Carneiro que ­instituía no Brasil o rompimento legal do matrimônio. A ­nação estava dividida: de um lado os conservadores; de outro, os pregadores dos novos tempos. Em meio a acaloradas discussões, o resultado foi comemorado por toda a população. Neste pano de fundo histórico se desenrola a novela de Josué Guimarães.

Na "casa" de Dona Anja e de suas encantadoras ­meninas, o prefeito, o delegado e demais figurões de uma pequena cidade discutem os problemas do país na exata noite da aprovação do divórcio. Nesta novela narrada em estilo de ­folhetim, o autor retrata as reações diante da votação, ouvida pelo rádio. Com toda sua maestria, Josué Guimarães fornece aos leitores um belo registro ficcional deste acontecimento histórico que comoveu a nação e que mudou para sempre a sociedade brasileira.

Ler mais

Informações Gerais

  • Título:

    DONA ANJA

  • Catálogo:
    Coleção L&PM Pocket
  • Gênero:
    Romance
  • Referência:
    588
  • Cód.Barras:
    9788525415981
  • ISBN:
    978.85.254.1598-1
  • Páginas:
    216

Vida & Obra

Josué Guimarães

Josué Guimarães (RS, 1921-1986) é considerado um dos grandes escritores brasileiros do século XX, tendo deixado uma obra fundamental como romancista, jornalista e autor de histórias infantis e infanto-juvenis.

Josué Marques Guimarães nasceu em São Jerônimo, no Rio Grande do Sul, em 7 de janeiro de 1921. No ano seguinte sua família mudou-se para a cidade de Rosário do Sul, na fronteira com o Uruguai, onde seu pai, um pastor da Igreja Episcopal B...

Ler mais

Opinião do Leitor

Nilvete Cecato Pasuch
Caxias do Sul/ Rio Grande do Sul

A história relatada no livro Dona Anja, é muito legal, adorei a história, pois nos faz pensar como era naquela época, e pode-se remeter ao nosso dia-a-dia, o que não mudou muito.
Recomendo a leitura do mesmo, principalmente para conhecer um pouco da cultura e do  desenvolvimento do Rio Grande do Sul e do Brasil.

25/04/2013

Você também pode gostar


A aprovação da Lei do Divórcio pelo Congresso, em 3 de dezembro de 1977, significou uma suada vitória. O país ­inteiro parou – como numa final de Copa do Mundo – para ouvir a votação da emenda do senador Nélson Carneiro que ­instituía no Brasil o rompimento legal do matrimônio. A ­nação estava dividida: de um lado os conservadores; de outro, os pregadores dos novos tempos. Em meio a acaloradas discussões, o resultado foi comemorado por toda a população. Neste pano de fundo histórico se desenrola a novela de Josué Guimarães.

Na "casa" de Dona Anja e de suas encantadoras ­meninas, o prefeito, o delegado e demais figurões de uma pequena cidade discutem os problemas do país na exata noite da aprovação do divórcio. Nesta novela narrada em estilo de ­folhetim, o autor retrata as reações diante da votação, ouvida pelo rádio. Com toda sua maestria, Josué Guimarães fornece aos leitores um belo registro ficcional deste acontecimento histórico que comoveu a nação e que mudou para sempre a sociedade brasileira.

" />