Coleção L&PM E-books


RETRATO DO ARTISTA QUANDO JOVEM

A PORTRAIT OF THE ARTIST AS A YOUNG MAN

James Joyce

Tradução de Guilherme da Silva Braga

Um retrato do artista – e de uma época

“A obra de Joyce não é sobre algo – ela é o algo em si.” Samuel Beckett

Publicado originalmente em 1916, Retrato do artista quando jovem tornou-se um dos mais clássicos romances de formação da literatura mundial. Em suas páginas, James Joyce (1882-1941) narra a maturação psicológica, acadêmica, religiosa e filosófica de Stephen Dedalus – batizado em referência ao mitológico inventor grego Dédalo –, seu alter ego, da infância à idade adulta na conturbada Irlanda do início do século XX.

Estreia de Joyce no romance, o livro traz sua marca registrada: prosa em fluxo de consciência, com o estilo evoluindo conforme o crescimento do próprio protagonista, características que posteriormente seriam exploradas ao extremo em Ulisses e Finnegans Wake. Alternando técnicas narrativas, o autor ora aproxima, ora distancia o leitor do personagem principal, de acordo com as etapas de seu desenvolvimento.

São apresentados os conflitos internos do protagonista principalmente no que tange a ideias religiosas e filosóficas com as quais bate de frente no internato católico que frequenta e também à reflexão sobre o próprio papel da arte. Ao fazê-lo, Stephen Dedalus constituiu um retrato do artista que Joyce se tornaria, revolucionando o romance no século XX.

Ler mais

Informações Gerais

  • Título:

    RETRATO DO ARTISTA QUANDO JOVEM

  • Título Original:
    A PORTRAIT OF THE ARTIST AS A YOUNG MAN
  • Catálogo:
    Coleção L&PM E-books
  • Gênero:
    Romance
    Ficção Ficção estrangeira
  • eISBN:
    978.85.254.3671-9
  • Edição:
    fevereiro de 2014

Vida & Obra

James Joyce

James Augustine Aloysius Joyce (1882-1941) é um dos mais influentes e renovadores escritores do século XX. Romancista, contista e poeta, é autor de obras-primas da língua inglesa como Finnegans Wake e Ulisses.

Opinião do Leitor

Seja o primeiro a opinar sobre este livro

Você também pode gostar


Um retrato do artista – e de uma época

“A obra de Joyce não é sobre algo – ela é o algo em si.” Samuel Beckett

Publicado originalmente em 1916, Retrato do artista quando jovem tornou-se um dos mais clássicos romances de formação da literatura mundial. Em suas páginas, James Joyce (1882-1941) narra a maturação psicológica, acadêmica, religiosa e filosófica de Stephen Dedalus – batizado em referência ao mitológico inventor grego Dédalo –, seu alter ego, da infância à idade adulta na conturbada Irlanda do início do século XX.

Estreia de Joyce no romance, o livro traz sua marca registrada: prosa em fluxo de consciência, com o estilo evoluindo conforme o crescimento do próprio protagonista, características que posteriormente seriam exploradas ao extremo em Ulisses e Finnegans Wake. Alternando técnicas narrativas, o autor ora aproxima, ora distancia o leitor do personagem principal, de acordo com as etapas de seu desenvolvimento.

São apresentados os conflitos internos do protagonista principalmente no que tange a ideias religiosas e filosóficas com as quais bate de frente no internato católico que frequenta e também à reflexão sobre o próprio papel da arte. Ao fazê-lo, Stephen Dedalus constituiu um retrato do artista que Joyce se tornaria, revolucionando o romance no século XX.

" />