Outros Formatos


MIL VIDAS VALEM MAIS DO QUE UMA

MILLE VIES VALENT MIEUX QU’UNE

Jean-Paul Belmondo

Tradução de Lavínia Fávero

Como num filme

Quem não conhece o ator Jean-Paul Belmondo? Afinal, ele está entre aquele seleto grupo de celebridades planetárias que só o cinema consegue produzir; e mais: entre estas megacelebridades, é aquele que foi protagonista de Acossado, de Jean-Luc Godard, um marco da Nouvelle Vague e um dos filmes mais influentes, importantes e comentados da história.

Além de participar deste movimento que revolucionou o cinema mundial, este enfant terrible atuou em dezenas de peças de tea­tro e em mais de oitenta filmes, encantando, com seu estilo de “feio charmoso”, plateias de todo o planeta durante décadas. Seu talento indiscutível como ator foi disputado pelos maiores diretores da sétima arte. O que não se conhecia era o seu talento de contador de histórias, o qual enfim podemos apreciar magnificamente nesta autobiografia.

Este livro fascinante promove um verti­ginoso passeio pela Europa e pelo cinema europeu. Dos tempos tenebrosos da Segun­da Guerra, quando aos onze anos de idade o jovem Jean-Paul e seus amigos recolhiam cadáveres de aviadores abatidos nas terríveis batalhas aéreas nos céus de Clairefontaine, onde morava, no interior da França, até a consagração nas telonas do mundo inteiro. Neste período, mil vidas foram vividas e aqui são narradas com maestria e emoção. Al­guns dos mais famosos e importantes nomes da literatura, das artes plásticas e do cinema desfilam por estas páginas, protagonizando histórias deliciosas, dramáticas ou hilarian­tes. Astros e estrelas como Brigitte Bardot, Gérard Depardieu, Ursula Andress, Alain Delon, Laura Antonelli, Claudia Cardinale, Gina Lollobrigida, Jean Seberg, Gérard Philipe, Mylène Demongeot, Jean-Louis Trintignant, diretores como Alain Resnais, Claude Chabrol, Claude Lelouch, François Truffaut, Jean-Luc Godard e muitos outros. Todos, personagens que deram forma e contribuíram para a grande explosão da arte cinematográfica na segunda metade do século passado.

A leitura de Mil vidas valem mais do que uma é uma experiência única e gratificante, conduzida pela mão firme de um Belmondo que sofreu, amou e se divertiu num mundo que, se por um lado lhe propiciou tristezas e reveses, por outro lhe deu fama e glória. Enfim a história de uma vida longa e intensa que – como se verá – valeu muito a pena ser vivida.

Ler mais

Informações Gerais

  • Título:

    MIL VIDAS VALEM MAIS DO QUE UMA

  • Título Original:
    MILLE VIES VALENT MIEUX QU’UNE
  • Catálogo:
    Outros Formatos
  • Gênero:
    Biografias
  • Cód.Barras:
    9788525437914
  • ISBN:
    978.85.254.3791-4
  • Páginas:
    272
  • Edição:
    setembro de 2018

Vida & Obra

Jean-Paul Belmondo

Jean-Paul Belmondo nasceu em Neuilly-sur-Seine, em 1933. Estudou no Conservatório de Artes Dramáticas. Iniciou a carreira de ator nos palcos do teatro, ainda na década de 1950, e em seguida no cinema, mas foi com Acossado, em 1960, que ganhou fama internacional. Trabalhou com todos os grandes cineastas franceses, e em 1964 veio ao Brasil para as filmagens de O homem do Rio, de Philippe de Broca. Recebeu diversos prê...

Ler mais

Opinião do Leitor

Rosangela Barreto
Guarulhos/SP

Este livro é maravilhoso, de fácil compreensão e o autor Jean Paul Belmondo conta de maneira precisa e sem rodeios um pouco de vida particular e profissional. Leitura agradável. Mesmo sendo um grande astro do cinema, Belmondo mostra ser um homem de hábitos simples. Apesar de sua rebeldia juvenil, sempre foi um boa praça. Ele faz jus aos apelido carinhosamente dado pelos amigos, Bebel. Amo Belmondo,

12/02/2019

Você também pode gostar


Como num filme

Quem não conhece o ator Jean-Paul Belmondo? Afinal, ele está entre aquele seleto grupo de celebridades planetárias que só o cinema consegue produzir; e mais: entre estas megacelebridades, é aquele que foi protagonista de Acossado, de Jean-Luc Godard, um marco da Nouvelle Vague e um dos filmes mais influentes, importantes e comentados da história.

Além de participar deste movimento que revolucionou o cinema mundial, este enfant terrible atuou em dezenas de peças de tea­tro e em mais de oitenta filmes, encantando, com seu estilo de “feio charmoso”, plateias de todo o planeta durante décadas. Seu talento indiscutível como ator foi disputado pelos maiores diretores da sétima arte. O que não se conhecia era o seu talento de contador de histórias, o qual enfim podemos apreciar magnificamente nesta autobiografia.

Este livro fascinante promove um verti­ginoso passeio pela Europa e pelo cinema europeu. Dos tempos tenebrosos da Segun­da Guerra, quando aos onze anos de idade o jovem Jean-Paul e seus amigos recolhiam cadáveres de aviadores abatidos nas terríveis batalhas aéreas nos céus de Clairefontaine, onde morava, no interior da França, até a consagração nas telonas do mundo inteiro. Neste período, mil vidas foram vividas e aqui são narradas com maestria e emoção. Al­guns dos mais famosos e importantes nomes da literatura, das artes plásticas e do cinema desfilam por estas páginas, protagonizando histórias deliciosas, dramáticas ou hilarian­tes. Astros e estrelas como Brigitte Bardot, Gérard Depardieu, Ursula Andress, Alain Delon, Laura Antonelli, Claudia Cardinale, Gina Lollobrigida, Jean Seberg, Gérard Philipe, Mylène Demongeot, Jean-Louis Trintignant, diretores como Alain Resnais, Claude Chabrol, Claude Lelouch, François Truffaut, Jean-Luc Godard e muitos outros. Todos, personagens que deram forma e contribuíram para a grande explosão da arte cinematográfica na segunda metade do século passado.

A leitura de Mil vidas valem mais do que uma é uma experiência única e gratificante, conduzida pela mão firme de um Belmondo que sofreu, amou e se divertiu num mundo que, se por um lado lhe propiciou tristezas e reveses, por outro lhe deu fama e glória. Enfim a história de uma vida longa e intensa que – como se verá – valeu muito a pena ser vivida.

" />