Coleção L&PM E-books


UM QUARTO SÓ SEU

A ROOM OF ONE’S OWN

Virginia Woolf

Tradução de Denise Bottmann

A grande obra feminista de Virginia Woolf

“A liberdade intelectual depende de coisas materiais. A poesia ­depende da liberdade intelectual. E as mulheres sempre foram pobres, não por meros duzentos anos, mas desde o começo dos tempos.”

Ao ser convidada, em 1929, para palestrar para um grupo de ­jovens universitárias sobre o tema “As mulheres e a literatura”, Virginia Woolf (1882-1941), após muito refletir, chegou à conclusão que se tornou célebre: “uma mulher, se quiser escrever literatura, precisa ter dinheiro e um quarto só seu”.

Neste ensaio – considerado um dos textos de não ficção mais influentes do século XX – a autora se debruça sobre o elo entre a condição social das mulheres e sua pequena representatividade como escritoras e pensadoras. Imagina como teria sido se Shakespeare tivesse uma irmã com pendores literários e recupera os séculos de limitações impostas às mulheres. Pondera sobre a importância da educação formal, da educação financeira e da igualdade de oportunidades como pré-condições para o pleno exercício de liberdade intelectual – além de celebrar escritoras que conseguiram suplantar tais obstáculos e ter êxito em uma cena literária patriarcal.

Uma das maiores ensaístas do século XX desenvolve, de forma genial, argumentos que reverberam até hoje nas discussões feministas e de gênero.

Ler mais

Informações Gerais

  • Título:

    UM QUARTO SÓ SEU

  • Título Original:
    A ROOM OF ONE’S OWN
  • Catálogo:
    Coleção L&PM E-books
  • Gênero:
    Literatura estrangeira
  • eISBN:
    978-65-5666-035-6
  • Edição:
    janeiro de 2019

Vida & Obra

Virginia Woolf

Virginia Adeline Stephen Woolf nasceu em Londres, Inglaterra, em 1882. Seu pai, um crítico literário, foi quem a educou. Figura central do grupo Bloomsbury, do qual também participaram E. M. Forster, Katherine Mansfield, Maximo Gorki, entre outros, colaborava com o Times Literary Supplement. Em 1912, casou-se com Leonard Woolf e fundou a casa editorial Hogarth Press, que lançou, além da própria escritora, T.S.Elliot, Forster e K. Mansfield. Foi a primeira editora a publicar a obra de ...

Ler mais

Opinião do Leitor

Seja o primeiro a opinar sobre este livro

Você também pode gostar


A grande obra feminista de Virginia Woolf

“A liberdade intelectual depende de coisas materiais. A poesia ­depende da liberdade intelectual. E as mulheres sempre foram pobres, não por meros duzentos anos, mas desde o começo dos tempos.”

Ao ser convidada, em 1929, para palestrar para um grupo de ­jovens universitárias sobre o tema “As mulheres e a literatura”, Virginia Woolf (1882-1941), após muito refletir, chegou à conclusão que se tornou célebre: “uma mulher, se quiser escrever literatura, precisa ter dinheiro e um quarto só seu”.

Neste ensaio – considerado um dos textos de não ficção mais influentes do século XX – a autora se debruça sobre o elo entre a condição social das mulheres e sua pequena representatividade como escritoras e pensadoras. Imagina como teria sido se Shakespeare tivesse uma irmã com pendores literários e recupera os séculos de limitações impostas às mulheres. Pondera sobre a importância da educação formal, da educação financeira e da igualdade de oportunidades como pré-condições para o pleno exercício de liberdade intelectual – além de celebrar escritoras que conseguiram suplantar tais obstáculos e ter êxito em uma cena literária patriarcal.

Uma das maiores ensaístas do século XX desenvolve, de forma genial, argumentos que reverberam até hoje nas discussões feministas e de gênero.

" />