Coleção L&PM E-books


POLLYANNA

POLLYANNA

Eleanor H. Porter

Tradução de Janaína Marcoantonio

Um romance sobre a força do otimismo

“[...] quase sempre existe um motivo para ficar contente, é só procurar.”

Pollyanna é uma alegre menina de onze anos de idade, dona de graciosas tranças loiras. Ao ficar órfã, é enviada à Nova In­glaterra para morar com a tia Polly, uma senhora abastada e rígida, incapaz de amar a criança. Pollyanna tem um coração feliz e trará alegria a todos na cidadezinha de Beldingsville, en­sinando-os o “jogo do contente”: procurar o lado bom mesmo nas mais árduas e desagradáveis situações. Porém, Pollyanna logo terá de enfrentar uma provação em que talvez essa estra­tégia não funcione.

Publicado em 1913 pela escritora norte-americana Eleanor H. Porter (1868-1920), este romance fez tanto sucesso que dois anos depois seguiu-se uma continuação, Pollyanna moça. E atravessou gerações, tornando-se um clássico atemporal como O livro da selva e Alice no País das Maravilhas. Hoje, segue emocionando leitores de todas as idades, com sua tocante fá­bula sobre o otimismo diante das agruras da vida. 

Ler mais

Informações Gerais

  • Título:

    POLLYANNA

  • Título Original:
    POLLYANNA
  • Catálogo:
    Coleção L&PM E-books
  • Gênero:
    Literatura estrangeira
  • eISBN:
    978-65-5666-009-7
  • Edição:
    novembro de 2019

Vida & Obra

Eleanor H. Porter

Eleanor Hodgman Porter (1868-1920) nasceu na cidadezinha americana de Littleton, em New Hampshire, em uma tradicional família da região. Tinha uma ótima voz para o canto e estudou durante vários anos no prestigioso New EnglandConservatoryof Music, chegando a construir uma reputação local como cantora. Em 1892, se casou com o homem de negócios John Lyman Porter, e com ele se mudou para o estado de Massachusetts.

Ler mais

Opinião do Leitor

Seja o primeiro a opinar sobre este livro

Você também pode gostar


Um romance sobre a força do otimismo

“[...] quase sempre existe um motivo para ficar contente, é só procurar.”

Pollyanna é uma alegre menina de onze anos de idade, dona de graciosas tranças loiras. Ao ficar órfã, é enviada à Nova In­glaterra para morar com a tia Polly, uma senhora abastada e rígida, incapaz de amar a criança. Pollyanna tem um coração feliz e trará alegria a todos na cidadezinha de Beldingsville, en­sinando-os o “jogo do contente”: procurar o lado bom mesmo nas mais árduas e desagradáveis situações. Porém, Pollyanna logo terá de enfrentar uma provação em que talvez essa estra­tégia não funcione.

Publicado em 1913 pela escritora norte-americana Eleanor H. Porter (1868-1920), este romance fez tanto sucesso que dois anos depois seguiu-se uma continuação, Pollyanna moça. E atravessou gerações, tornando-se um clássico atemporal como O livro da selva e Alice no País das Maravilhas. Hoje, segue emocionando leitores de todas as idades, com sua tocante fá­bula sobre o otimismo diante das agruras da vida. 

" />