Outros Formatos


O PÃO E A ESFINGE SEGUIDO DE QUINTANA E EU

R$24,00

Este livro é dois livros em um. Na primeira parte, Sergio Faraco nos brinda com crônicas que, tratando de assuntos variados – como os pré-requisitos do ofício de ficcionista, a possível existência de vida em outros planetas, a invenção do motor de combustão interna, a crença em mentiras e alguns dos beijos mais famosos do cinema –, têm em comum a engenhosa abordagem de momentos de superação humana. Episódios que representam um rompimento com a fronteira do possível, do esperável, para o bem ou para o mal.

Já a segunda parte do livro é dedicada a uma relação de terna camaradagem: aquela temperada ao longo de décadas entre o autor e o poeta Mario Quintana. São textos que relatam casos memoráveis pelo inusitado, pelo comovente, pelo irônico, além de cartas trocadas entre os dois escritores.

Imbuídos do mesmo tipo de linguagem enxuta e do mesmo humor – a um só tempo franco e corrosivo – que fizeram a fama do contista, esses textos deliciarão a todos que tenham predileção por pousar o olhar nas pequenas sutilezas e ironias da existência.

Ler mais

Informações Gerais

  • Título:

    O PÃO E A ESFINGE SEGUIDO DE QUINTANA E EU

  • Catálogo:
    Outros Formatos
  • Gênero:
    Crônica
  • Cód.Barras:
    9788525418333
  • ISBN:
    978.85.254.1833-3
  • Páginas:
    96
  • Edição:
    outubro de 2008

Vida & Obra

Sergio Faraco

Nasceu em Alegrete, no Rio Grande do Sul, em 1940. Entre os anos 1963 e 1965, viveu na União Soviética, tendo cursado o Instituto Internacional de Ciências Sociais, em Moscou. Mais tarde, no Brasil, bacharelou-se em Direito. Em 1988, seu livro A dama do Bar Nevada obteve o Prêmio Galeão Coutinho, conferido pela União Brasileira de Escritores ao melhor volume de contos lançado no Brasil no ano anterior. Em 1994, com A lua com sede, recebeu o Prêmio Henrique Ber...

Ler mais

Opinião do Leitor

Seja o primeiro a opinar sobre este livro

Você também pode gostar


Este livro é dois livros em um. Na primeira parte, Sergio Faraco nos brinda com crônicas que, tratando de assuntos variados – como os pré-requisitos do ofício de ficcionista, a possível existência de vida em outros planetas, a invenção do motor de combustão interna, a crença em mentiras e alguns dos beijos mais famosos do cinema –, têm em comum a engenhosa abordagem de momentos de superação humana. Episódios que representam um rompimento com a fronteira do possível, do esperável, para o bem ou para o mal.

Já a segunda parte do livro é dedicada a uma relação de terna camaradagem: aquela temperada ao longo de décadas entre o autor e o poeta Mario Quintana. São textos que relatam casos memoráveis pelo inusitado, pelo comovente, pelo irônico, além de cartas trocadas entre os dois escritores.

Imbuídos do mesmo tipo de linguagem enxuta e do mesmo humor – a um só tempo franco e corrosivo – que fizeram a fama do contista, esses textos deliciarão a todos que tenham predileção por pousar o olhar nas pequenas sutilezas e ironias da existência.

" />