Outros Formatos


FABULÁRIO GERAL DO DELÍRIO COTIDIANO - Charles Bukowski

FABULÁRIO GERAL DO DELÍRIO COTIDIANO

Sob o título de Ereções, ejaculações, exibicionismos, a L&PM Editores começou a publicar – no início da década de 80 – a obra do genial escritor americano Charles Bukowski. Uma jornada profunda pelo universo infernal e onírico do velho e safado Buk – seus personagens desvalidos, seus quartos imundos em hotéis baratos, seus bares enfumaçados na longa louca noite de neon. O sonho americano reduzido a trapos nas ruas desertas da madrugada voraz de Los Angeles, a cidade que Bukowski ama acima de todas as coisas.

O livro Ereções... na sua edição brasileira foi dividido em dois volumes e o primeiro volume chamou-se Crônica de um amor louco. Esse segundo volume leva o título de Fabulário geral do delírio cotidiano e foi traduzido com fervor por Milton Persson. Descrevendo suas desventuras, traumas, amores fracassados e prisões inesperadas, Bukowski mergulha na excitação frenética, na insanidade corrosiva das noites mormacentas e manhãs de névoa poluída de sua amada Los Angeles. Os contos parecem brotar de seu estômago ulcerado, e são jogados ao papel entre espasmos de delirium tremens e disformes fantasias alcóolicas.
Perto dessas histórias rudes e ríspidas, os contos de outros autores parecem narrativas de colegiais, que nada têm a ver com o mundo da maquinaria, com esse gigantesco cemitério de automóveis que nos envolve e sufoca. Mas ao mesmo tempo Bukowski é lírico. Seus contos terminam bruscamente, mas deixam suspensa no ar uma sensação de dignidade e de esperança na raça humana.

Ler mais

Informações Gerais

  • Título:

    FABULÁRIO GERAL DO DELÍRIO COTIDIANO

  • Catálogo:
    Outros Formatos
  • Gênero:
    Contos
    Literatura moderna internacional
  • Cód.Barras:
    9788525404893

Vida & Obra

Charles Bukowski

Nasceu em Andernach, na Alemanha, a 16 de agosto de 1920, filho de um soldado americano e de uma jovem alemã. Aos três anos de idade, foi levado aos Estados Unidos pelos pais. Criou-se em meio à pobreza de Los Angeles, cidade onde morou por cinqüenta anos, escrevendo e embriagando-se. Publicou seu primeiro conto em 1944, aos 24 anos de idade. Só aos 35 anos é que começou a publicar poesias. Foi internado diversas vezes com crises de ...

Ler mais

Opinião do Leitor

Seja o primeiro a opinar sobre este livro

Você também pode gostar