Coleção L&PM Pocket


MEDO E OUTRAS HISTÓRIAS

ANGST; DER AMOKLÄUFER, SCHACHNOVELLE

Stefan Zweig

Tradução de Lya Luft e Pedro Süssekind

R$23,90

Este volume reúne três obras-primas de Stefan Zweig, um dos mais profícuos e festejados autores europeus do século XX. "Medo", de 1920, é um dos seus primeiros textos ficcionais e mostra a angústia de uma jovem mulher que se debate entre uma vida de aparências e uma existência secreta. Em "Amok", de 1922, um médico conta como o pedido de uma grávida para que realizasse um aborto o precipitou em uma espiral de perdição. E em "Xadrez", de 1941, o autor, às vésperas de fugir para o exílio, parodia o nazifascismo: em um navio rumo a Buenos Aires, Mirko Czentovic, campeão mundial de xadrez, enfrenta Dr. B., austríaco em fuga do regime nazista. Por meio do embate enxadrístico discutem-se a resistência humana às adversidades, a loucura e a derrocada do mundo frente ao totalitarismo.

Nos três textos, está presente o melhor de Zweig: a descrição psicologicamente profunda do ser humano em conflito com o mundo e consigo mesmo, bem como a reflexão sobre a morte.

Ler mais

Informações Gerais

  • Título:

    MEDO E OUTRAS HISTÓRIAS

  • Título Original:
    ANGST; DER AMOKLÄUFER, SCHACHNOVELLE
  • Catálogo:
    Coleção L&PM Pocket
  • Gênero:
    Contos
    Literatura moderna internacional
  • Referência:
    567
  • Cód.Barras:
    9788525412287
  • ISBN:
    978.85.254.1228-7
  • Páginas:
    224

Vida & Obra

Stefan Zweig

Cronologia

1881 – Stefan Zweig nasce em Viena no dia 28 de novembro, na rua Schottenring, número 14, segundo filho do fabricante de têxteis da Boêmia Moritz Zweig (1845-1926) e de Ida Zweig, nascida Brettauer (1854-1938).

1887-1892 – Escola primária na Werdertorgasse.

1892-1900 – Segundo grau no Maximiliangymnasium (mais tarde...

Ler mais

Opinião do Leitor

Seja o primeiro a opinar sobre este livro

Você também pode gostar


Este volume reúne três obras-primas de Stefan Zweig, um dos mais profícuos e festejados autores europeus do século XX. "Medo", de 1920, é um dos seus primeiros textos ficcionais e mostra a angústia de uma jovem mulher que se debate entre uma vida de aparências e uma existência secreta. Em "Amok", de 1922, um médico conta como o pedido de uma grávida para que realizasse um aborto o precipitou em uma espiral de perdição. E em "Xadrez", de 1941, o autor, às vésperas de fugir para o exílio, parodia o nazifascismo: em um navio rumo a Buenos Aires, Mirko Czentovic, campeão mundial de xadrez, enfrenta Dr. B., austríaco em fuga do regime nazista. Por meio do embate enxadrístico discutem-se a resistência humana às adversidades, a loucura e a derrocada do mundo frente ao totalitarismo.

Nos três textos, está presente o melhor de Zweig: a descrição psicologicamente profunda do ser humano em conflito com o mundo e consigo mesmo, bem como a reflexão sobre a morte.

" />