Coleção L&PM E-books


Duca Leindecker conseguiu emocionar milhares de leitores com seu livro de estreia, o belo A casa da esquina. Depois escreveu A favor do vento. Em ambos, a mesma segurança, o mesmo talento com que emociona e faz vibrar as plateias como um dos grandes músicos brasileiros. Há baladas e rock and roll como fundo para suas histórias. Há medos, ilusões, euforias e tristezas que são, de resto, as grandes emoções que agitam os corações dos jovens. Tudo isto está presente nos livros de Duca Leindecker.

O menino que pintava sonhos é uma história sobre ilusões e verdades. Ou verdades e mentiras, se nos apegarmos às duras lições da realidade. Duca escreve com raro talento para o público jovem. E estando na mesma frequência, ele comove e emociona com suas histórias que são simples por um lado, mas ao mesmo tempo têm um infinito emaranhado de significados. Veja o caso de Jules. Ele vive uma vida pouco comum, num cotidiano difícil, se defendendo das tragédias, dos dramas familiares e dos percalços do dia a dia. Mas Jules tem que sobreviver. E ele faz a sua opção, como você verá nesta história que vai prendê-lo da primeira à última página. E vai mostrar que, se há um lado sombrio na vida, sempre haverá uma porta aberta para a esperança.

Ivan Pinheiro Machado - Editor

Ler mais

Informações Gerais

  • Título:

    O MENINO QUE PINTAVA SONHOS

  • Catálogo:
    Coleção L&PM E-books
  • Gênero:
    Literatura moderna brasileira
    Aventura Romance Juvenil
  • eISBN:
    978.85.254.3062-5
  • Edição:
    outubro de 2013

Vida & Obra

Duca Leindecker

Duca Leindecker nasceu em Porto Alegre, em 1970. Iniciou sua carreira artística aos treze anos e, de lá para cá, construiu uma sólida trajetória como instrumentista, compositor, produtor artístico e escritor. No início dos anos 90 foi convidado por Bob Dylan para, juntamente com Frank Solari, viajar pelo Brasil. Ganhou quatro troféus Açorianos de música.

Seu primeiro livro, A casa da esquina, se tornou um best-seller, com mais de dez edições. O segu...

Ler mais

Opinião do Leitor

Seja o primeiro a opinar sobre este livro

Você também pode gostar


Duca Leindecker conseguiu emocionar milhares de leitores com seu livro de estreia, o belo A casa da esquina. Depois escreveu A favor do vento. Em ambos, a mesma segurança, o mesmo talento com que emociona e faz vibrar as plateias como um dos grandes músicos brasileiros. Há baladas e rock and roll como fundo para suas histórias. Há medos, ilusões, euforias e tristezas que são, de resto, as grandes emoções que agitam os corações dos jovens. Tudo isto está presente nos livros de Duca Leindecker.

O menino que pintava sonhos é uma história sobre ilusões e verdades. Ou verdades e mentiras, se nos apegarmos às duras lições da realidade. Duca escreve com raro talento para o público jovem. E estando na mesma frequência, ele comove e emociona com suas histórias que são simples por um lado, mas ao mesmo tempo têm um infinito emaranhado de significados. Veja o caso de Jules. Ele vive uma vida pouco comum, num cotidiano difícil, se defendendo das tragédias, dos dramas familiares e dos percalços do dia a dia. Mas Jules tem que sobreviver. E ele faz a sua opção, como você verá nesta história que vai prendê-lo da primeira à última página. E vai mostrar que, se há um lado sombrio na vida, sempre haverá uma porta aberta para a esperança.

Ivan Pinheiro Machado - Editor

" />