Coleção L&PM Pocket


VIVA O ALEGRETE - Sergio Faraco

VIVA O ALEGRETE

R$18,90

Alegrete é emblemática no Rio Grande do Sul, como uma cidade da região da fronteira, palco de conflitos, combates de revoluções, berço de poetas (Mario Quintana), estadistas (Oswaldo Aranha), políticos e outras tantas personalidades de destaque.

Sergio Faraco nasceu e cresceu no Alegrete. E este livro é uma espécie de homenagem-catarse. O pretexto é Alegrete, um pano de fundo carregado de reminiscências. O produto final é um banquete para os leitores. E um banquete dos bons, onde o prato de resistência é a melhor literatura que pode ser servida na praça. A fantasia se confunde com a realidade na mágica tecitura destes contos/crônicas. Viva o Alegrete é um acerto de contas com a memória. Personagens inesquecíveis fazem rir e emocionam no exercício inspirado de um dos grandes escritores brasileiros.

Contos:

"Viva o Alegrete"
"O anjo da morte"
"Um domingo de glória"
"O caso ebúrneo"
"A lua com sede"
"O bote do homem-cobra"
"O avestruz"
"Os preceitos do barão"
"Salão grená"
"Sem perdão"
"O espelho"
"O chafariz dos turcos"
"O patrocinador"
"No tempo do mil-réis"
"Revisores a galope"
"Dom Quirino em Ghotham City"
"Os dragões não envelhecem"
"Jangadas"
"Para uma escrava triste"

Ler mais

Informações Gerais

  • Título:

    VIVA O ALEGRETE

  • Catálogo:
    Coleção L&PM Pocket
  • Gênero:
    Literatura moderna brasileira
  • Referência:
    257
  • Cód.Barras:
    9788525411471
  • ISBN:
    978.85.254.1147-1
  • Páginas:
    115
  • Medidas:
    10,7 X 17,8 cm
  • Edição:
    outubro de 2001

Vida & Obra

Sergio Faraco

Nasceu em Alegrete, no Rio Grande do Sul, em 1940. Entre os anos 1963 e 1965, viveu na União Soviética, tendo cursado o Instituto Internacional de Ciências Sociais, em Moscou. Mais tarde, no Brasil, bacharelou-se em Direito. Em 1988, seu livro A dama do Bar Nevada obteve o Prêmio Galeão Coutinho, conferido pela União Brasileira de Escritores ao melhor volume de contos lançado no Brasil no ano anterior. Em 1994, com A lua com sede, recebeu o Prêmio Henrique Ber...

Ler mais

Opinião do Leitor

Seja o primeiro a opinar sobre este livro

Você também pode gostar


Alegrete é emblemática no Rio Grande do Sul, como uma cidade da região da fronteira, palco de conflitos, combates de revoluções, berço de poetas (Mario Quintana), estadistas (Oswaldo Aranha), políticos e outras tantas personalidades de destaque.

Sergio Faraco nasceu e cresceu no Alegrete. E este livro é uma espécie de homenagem-catarse. O pretexto é Alegrete, um pano de fundo carregado de reminiscências. O produto final é um banquete para os leitores. E um banquete dos bons, onde o prato de resistência é a melhor literatura que pode ser servida na praça. A fantasia se confunde com a realidade na mágica tecitura destes contos/crônicas. Viva o Alegrete é um acerto de contas com a memória. Personagens inesquecíveis fazem rir e emocionam no exercício inspirado de um dos grandes escritores brasileiros.

Contos:

"Viva o Alegrete"
"O anjo da morte"
"Um domingo de glória"
"O caso ebúrneo"
"A lua com sede"
"O bote do homem-cobra"
"O avestruz"
"Os preceitos do barão"
"Salão grená"
"Sem perdão"
"O espelho"
"O chafariz dos turcos"
"O patrocinador"
"No tempo do mil-réis"
"Revisores a galope"
"Dom Quirino em Ghotham City"
"Os dragões não envelhecem"
"Jangadas"
"Para uma escrava triste"

" />