Outros Formatos


50 FÁBULAS DA CHINA FABULOSA (BILÍNGUE)

Organização e tradução:
Sérgio Capparelli
Márcia Schmaltz

R$36,00

EDIÇÃO BILÍNGUE

A fábula é um dos tesouros dos primórdios da humanidade. Gênero literário popular, tem origem em histórias transmitidas oralmente, de geração a geração – até que um ou mais escritores decidem registrá-las e dar-lhes uma forma definitiva. Foi na China que Márcia Schmaltz e Sérgio Capparelli entraram em contato com esse maravilhoso mundo de fábulas. Passaram a colecionar essas histórias e a traduzi-las, até que a curiosidade por essa forma de expressão se transformou neste livro.

Aqui estão reunidas 50 fábulas de vários períodos da civilização chinesa – as mais antigas datando de antes da Era Cristã. São obras compostas em diversos períodos históricos e em diversas dinastias chinesas por autores que eram também poetas, mandarins, historiadores – sábios em geral. Muitas fábulas espelham o momento histórico e as preocupações da época em que se originaram, e várias – tal como as histórias do grego Esopo e do francês La Fontaine – valem-se de figuras de animais para representar e discutir o mundo dos homens.

As fábulas são aqui apresentadas em edição bilíngüe e ricamente ilustradas com a técnica chinesa do papel recortado. Muito comum na China e datando de dois mil anos atrás, esse tipo de ilustração tem, como a fábula, raízes na arte popular. Consiste em papel fino, geralmente de seda e de uma só cor, no qual, com muito esmero, são feitos pequenos e delicados recortes com tesoura, criando, assim, imagens que nos mais das vezes representam cenas cotidianas ou animais.

Ler mais

Informações Gerais

  • Título:

    50 FÁBULAS DA CHINA FABULOSA (BILÍNGUE)

  • Catálogo:
    Outros Formatos
    Coleção L&PM Infantojuvenil
  • Gênero:
    Antologia
    Literatura infantojuvenil
  • Cód.Barras:
    9788525415509
  • ISBN:
    978.85.254.1550-9
  • Páginas:
    144
  • Edição:
    outubro de 2007

Vida & Obra

Sérgio Capparelli

Sérgio Capparelli nasceu em Uberlândia (MG), em 1947. Foi professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul até se aposentar. Já morou em cidades como Goiânia, Curitiba, Porto Alegre, Paris, Munique, Grenoble, Londres, Montreal e Beijing, onde trabalhou numa agência de notícias de 2004 a 2007.

É autor de cerca de trinta livros, a maior parte pela L&PM, entre os quais Os meninos da Rua da Praia (1978), Vovô fugiu de casa (1981), Boi da ...

Ler mais

Márcia Schmaltz

Márcia Schmaltz nasceu em Porto Alegre, em 1973, mas mudou-se ainda criança para Taiwan, onde morou por seis anos. É professora e tradutora-intérprete de chinês. Formou-se em Letras e fez mestrado na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Em 2005 e 2006, realizou uma especialização em tradução na Universidade de Língua e Cultura de Beijing (BLCU). Em 2000 ganhou o prêmio Xerox/Livro Aberto pela tradução de Histórias da Mitologia Chinesa e, em 2001, o Prêmio Açorianos de Literatura, ...

Ler mais

Opinião do Leitor

Felip pereira
SP  SÃO PAULO

CURTO E GROSSO ,O MELHOR LIVRO Q O PRASIL JA LEU

24/09/2010

Agatha

Tiago
Campo Grande / MS

Simplesmente adorei o livro. De qualidade indiscutível! Parabéns!

04/02/2010

Você também pode gostar


EDIÇÃO BILÍNGUE

A fábula é um dos tesouros dos primórdios da humanidade. Gênero literário popular, tem origem em histórias transmitidas oralmente, de geração a geração – até que um ou mais escritores decidem registrá-las e dar-lhes uma forma definitiva. Foi na China que Márcia Schmaltz e Sérgio Capparelli entraram em contato com esse maravilhoso mundo de fábulas. Passaram a colecionar essas histórias e a traduzi-las, até que a curiosidade por essa forma de expressão se transformou neste livro.

Aqui estão reunidas 50 fábulas de vários períodos da civilização chinesa – as mais antigas datando de antes da Era Cristã. São obras compostas em diversos períodos históricos e em diversas dinastias chinesas por autores que eram também poetas, mandarins, historiadores – sábios em geral. Muitas fábulas espelham o momento histórico e as preocupações da época em que se originaram, e várias – tal como as histórias do grego Esopo e do francês La Fontaine – valem-se de figuras de animais para representar e discutir o mundo dos homens.

As fábulas são aqui apresentadas em edição bilíngüe e ricamente ilustradas com a técnica chinesa do papel recortado. Muito comum na China e datando de dois mil anos atrás, esse tipo de ilustração tem, como a fábula, raízes na arte popular. Consiste em papel fino, geralmente de seda e de uma só cor, no qual, com muito esmero, são feitos pequenos e delicados recortes com tesoura, criando, assim, imagens que nos mais das vezes representam cenas cotidianas ou animais.

" />