Coleção L&PM Pocket


LIVRO DAS MARAVILHAS, O

LE LIVRE DES MERVEILLES

Marco Polo

Tradução de Elói Braga Jr.

R$29,90

No fim do século XIII, a Europa cristã prepara-se para o grande mergulho que, da perda da Terra Santa à Peste Negra e da Peste Negra ao Grande Cisma, a conduzirá para a Renascença. O mundo islâmico sofre o ataque mongol. O Califado, o Bizâncio e o Santo Império Germânico entram em declínio. É nesta época transitória que três mercadores venezianos, Nicola, Mafeo e Marco Polo, vão deixar sua marca no mundo.

De 1250 a 1270, os dois mais velhos visitam Constantinopla, a Rússia e vão em direção à China. Em 1271, Marco Polo junta-se a eles. Atravessam os planaltos da Anatólia, do Irã, o Alto Afeganistão, o Pamir e o Turquistão chinês para chegar a Pequim. Ficam 16 anos na China. A volta os conduzirá a outras regiões: a Indochina, a Indonésia, o Ceilão, as costas indianas. E mesmo regiões não visitadas, como as costas da Arábia, a Etiópia e o litoral africano até Zanzibar, serão fielmente descritas. O livro de Marco Polo apresenta-se ao leitor de hoje não somente como uma geografia completa de seu tempo, como também um testemunho único que exibe aos olhos de uma Europa em crise as incomparáveis riquezas e o grau de civilização da Ásia. Marco Polo encerra a era dos geógrafos do lendário para inaugurar a dos exploradores e colonizadores dos tempos modernos.

Ler mais

Informações Gerais

  • Título:

    LIVRO DAS MARAVILHAS, O

  • Título Original:
    LE LIVRE DES MERVEILLES
  • Catálogo:
    Coleção L&PM Pocket
  • Gênero:
    Literatura clássica internacional
  • Referência:
    161
  • Cód.Barras:
    9788525406286
  • ISBN:
    978.85.254.0628-6
  • Páginas:
    304
  • Edição:
    março de 1999

Vida & Obra

Marco Polo

Os Polo eram nobres da Dalmácia – região próxima ao Adriático, que faz parte da atual Iugoslávia e que esteve ocupada por Veneza de 1420 a 1797. Muito antes desta invasão, no entanto, a família já havia se estabe­lecido na grande capital do mercantilismo – possivelmente em 1033. Co­merciantes bem-sucedidos, em 1250 os Polo possuíam uma representação comercial em Constantinopla e outra, ainda mais avançada, em Soudak, na Criméia. Ambas eram dirigidas por Marco Polo, “o Ve­lh...

Ler mais

Opinião do Leitor

Seja o primeiro a opinar sobre este livro

Você também pode gostar