Coleção L&PM Pocket


O CORONEL CHABERT

LE COLONEL CHABERT

Honoré de Balzac

Tradução de Paulo Neves e Rubem Mauro Machado

R$19,90

O coronel Chabert e A mulher abandonada, ambos publicados em 1832, são uma perfeita porta de entrada para A comédia humana, a grandiosa obra de Honoré de Balzac (1799-1850). Em A mulher abandonada, a marquesa de Beauséant amarga uma desilusão amorosa no interior da França, quando conhece um jovem barão. O encontro dá início a um ardente e tumultuado romance, de desfecho surpreendente.

O coronel Chabert utiliza o mote do homem considerado morto que volta para tentar viver sua vida novamente. O coronel – um dos preferidos de Napoleão – é tido novamente como morto após a batalha de Eylau, em 1807. Por uma ironia do acaso ele é salvo, mas todos estão conformados com a sua morte; a começar por sua mulher, uma ex-cortesã que, sendo "viúva", já se casou com um conde e ainda por cima recebe o soldo do "morto". Balzac mais uma vez parece dizer que tudo e todos, paixões e famílias, se constroem e se destroem na insana busca por "ouro e prazer".  

Ler mais

Informações Gerais

  • Título:

    O CORONEL CHABERT

  • Título Original:
    LE COLONEL CHABERT
  • Catálogo:
    Coleção L&PM Pocket
  • Gênero:
    Literatura clássica internacional
    Ficção
  • Série:
    L&PM Pocket Plus
    Balzac
  • Referência:
    678
  • Cód.Barras:
    9788525417404
  • ISBN:
    978.85.254.1740-4
  • Páginas:
    128
  • Edição:
    fevereiro de 2008

Vida & Obra

Honoré de Balzac

A comédia humana é o título geral que dá unidade à obra máxima de Honoré de Balzac e é composta de 89 romances, novelas e histórias curtas. Este enorme painel do século XIX foi ordenado pelo autor em três partes: “Estudos de costumes”, “Estudos analíticos” e “Estudos filosóficos”. A maior das partes, “Estudos de costumes”, com 66 títulos, subdivide-se em seis séries temáticas: Cenas da vida privada, Cenas da vida provinciana, Cenas da vida parisiense, Cena...

Ler mais

Opinião do Leitor

Pedro Paulo
Natal/RN

òtimo livro, envolve o leitor do início ao fim.

08/08/2010

Agatha

Pedro Mantiqueira / Altamira - Pará

Este livro é sensacional! O velho Balzac voltou a um tema que fascina a todo mundo. Um homem dado como morto, tenta voltar ao convívio social e nota que todos preferem que ele, na verdade, esteja... morto. É muito importante que os brasileiros conheçam a obra de Balzac, principalmente pelas boas traduções da L&PM.

15/01/2009 09:23:55

Você também pode gostar


" />