Coleção L&PM E-books


OBSERVAÇÕES SOBRE UM CASO DE NEUROSE OBSESSIVA [O HOMEM DOS RATOS] - Sigmund Freud

OBSERVAÇÕES SOBRE UM CASO DE NEUROSE OBSESSIVA [O HOMEM DOS RATOS]

BEMERKUNGEN ÜBER EINEN FALL VON ZWANGSNEUROSE

Sigmund Freud

Tradução de Renato Zwick

“[...] deixa-nos assombrados uma coexistência crônica de amor e ódio pela mesma pessoa, ambos sentimentos de altíssima intensidade.”

Apresentado pela primeira vez em sua integralidade em 1908 e publicado originalmente no ano seguinte, O Homem dos Ratos é um dos mais conhecidos relatos de caso de Sigmund Freud. É, também, o único texto do autor baseado em um caso clínico do qual sobreviveu o diário terapêutico; isto é, as anotações redigidas pelo psicanalista no calor das sessões – pela primeira vez acessíveis ao leitor brasileiro.

Aqui, Freud se depara com um caso de neurose obsessiva num jovem homem torturado entre se casar ou não com sua amada. Com este paciente, ele busca ampliar a compreensão da importância da sexualidade infantil para a psique adulta e também avança de forma inédita no estudo da ambivalência entre sentimentos de amor e ódio.

Ler mais

Informações Gerais

  • Título:

    OBSERVAÇÕES SOBRE UM CASO DE NEUROSE OBSESSIVA [O HOMEM DOS RATOS]

  • Título Original:
    BEMERKUNGEN ÜBER EINEN FALL VON ZWANGSNEUROSE
  • Catálogo:
    Coleção L&PM E-books
  • Gênero:
    Psicanálise
  • eISBN:
    978-65-5666-213-8
  • Edição:
    outubro de 2021

Vida & Obra

Sigmund Freud

Nasceu em Freiberg, na Morávia (hoje República Tcheca). Devido a problemas econômicos, sua família se mudou para a Aústria em 1860. Aos 17 anos, Freud ingressou na Universidade de Viena para estudar medicina. Em 1886, se casou com Martha Bernays e abriu uma clínica especializada em distúrbios nervosos, onde desenvolveu o princípio da psicanálise. No ano de 1900, foi designado professor na mesma universidade. Em 1938, refugiou-se com sua família em Londres, em função da perseguiç...

Ler mais

Opinião do Leitor

Seja o primeiro a opinar sobre este livro

Você também pode gostar


“[...] deixa-nos assombrados uma coexistência crônica de amor e ódio pela mesma pessoa, ambos sentimentos de altíssima intensidade.”

Apresentado pela primeira vez em sua integralidade em 1908 e publicado originalmente no ano seguinte, O Homem dos Ratos é um dos mais conhecidos relatos de caso de Sigmund Freud. É, também, o único texto do autor baseado em um caso clínico do qual sobreviveu o diário terapêutico; isto é, as anotações redigidas pelo psicanalista no calor das sessões – pela primeira vez acessíveis ao leitor brasileiro.

Aqui, Freud se depara com um caso de neurose obsessiva num jovem homem torturado entre se casar ou não com sua amada. Com este paciente, ele busca ampliar a compreensão da importância da sexualidade infantil para a psique adulta e também avança de forma inédita no estudo da ambivalência entre sentimentos de amor e ódio.

" />