Coleção L&PM E-books


FOGO: DIÁRIOS NÃO EXPURGADOS 1934 - 1937

FIRE: FROM

Anaïs Nin

Tradução de Guilherme da Silva Braga

"Eroticamente intenso. [...] Embriagadoramente intoxicante"
Publisher Weekly

Fogo é o terceiro volume dos diários não expurgados de Anaïs Nin, a continuação das revelações iniciais em Henry & June e Incesto  - a história da busca de uma mulher que anseia por se descobrir e se libertar sexual, artística e emocionalmente. Cobrindo os anos de 1934 a 1937, a autora abre neste volume o relato sobre um novo capítulo em sua vida: a estadia em Nova York. Ao se refugiar na América, Anaïs estava escapando do seu casamento com Hugh Guiler e de seu envolvimento amoroso com o escritor Henry Miller para ficar perto do analista Otto Ranck, um de seus amantes - mas essa fuga não duraria muito tempo, e ela retorna a Paris, para Hugh e Henry. Mesmo voltando para casa, pesa sobre ela a sombra da insatisfação, da incompletude. A cura para esse desencanto vai ser o peruano Gonzalo Moré. "Meu sangue ouve espanhol", confessa Anaïs.

Anaïs Nin começou seus diários em 1931, a partir do envolvimento amoroso com Henry Miller, e continuou escrevendo até sua morte, em 1977. Sua escrita ao longo dos anos é um dos registros mais extraordinários e minuciosos do fluxo de sentimentos femininos. Sua escrita sem amarras e a prosa envolvente fazem o leitor acompanhar a autora em suas desilusões, medos e descobertas.

Ler mais

Informações Gerais

  • Título:

    FOGO: DIÁRIOS NÃO EXPURGADOS 1934 - 1937

  • Título Original:
    FIRE: FROM
  • Catálogo:
    Coleção L&PM E-books
  • Gênero:
    Erótico
    Diários
  • Série:
    Eróticos
  • eISBN:
    978.85.254.3582-8
  • Edição:
    maio de 2011

Vida & Obra

Anaïs Nin

Anaïs Nin nasceu em 21 de fevereiro de 1903 em Neu­illy (arredores de Paris), filha de Joaquín Nin, pianista e compositor cubano, e de Rosa Culmell, dançarina também cubana, com ascendência franco-dinamarquesa. Durante a infância, acompanhou o pai em suas excursões artísticas por toda a Europa, vivendo sempre em meios cosmopolitas. Devido à separação dos seus pais, Anaïs viajou com a mãe e seus dois irmãos para os Estados Unidos quando tinha 11 anos de idade, instalando-se com a...

Ler mais

Opinião do Leitor

Seja o primeiro a opinar sobre este livro

Você também pode gostar


Publisher Weekly

Fogo é o terceiro volume dos diários não expurgados de Anaïs Nin, a continuação das revelações iniciais em Henry & June e Incesto  - a história da busca de uma mulher que anseia por se descobrir e se libertar sexual, artística e emocionalmente. Cobrindo os anos de 1934 a 1937, a autora abre neste volume o relato sobre um novo capítulo em sua vida: a estadia em Nova York. Ao se refugiar na América, Anaïs estava escapando do seu casamento com Hugh Guiler e de seu envolvimento amoroso com o escritor Henry Miller para ficar perto do analista Otto Ranck, um de seus amantes - mas essa fuga não duraria muito tempo, e ela retorna a Paris, para Hugh e Henry. Mesmo voltando para casa, pesa sobre ela a sombra da insatisfação, da incompletude. A cura para esse desencanto vai ser o peruano Gonzalo Moré. "Meu sangue ouve espanhol", confessa Anaïs.

Anaïs Nin começou seus diários em 1931, a partir do envolvimento amoroso com Henry Miller, e continuou escrevendo até sua morte, em 1977. Sua escrita ao longo dos anos é um dos registros mais extraordinários e minuciosos do fluxo de sentimentos femininos. Sua escrita sem amarras e a prosa envolvente fazem o leitor acompanhar a autora em suas desilusões, medos e descobertas.

" />