Coleção L&PM E-books


O LIVRO VERMELHO DOS PENSAMENTOS DE MILLÔR

O livro vermelho dos pensamentos de Millôr reúne trechos de conversas, programas e publicações em formato de aforismos, nos quais o guru do Méier desvenda sua visão do mundo e da vida. Um oásis de inteligência e humor que revoluciona todo o pensamento ocidental (e oriental).

O livro é dividido por seções temáticas.
Sobre Educação e deseducação:
“A Academia Brasileira de Letras, com aqueles velhinhos metidos em mil gramatiquices, é um lugar em que se acredita que as pessoas têm gênero, mas não têm sexo.

CONVERSA COM AUSTRAGÉSILO DE ATHAYDE, ESCRITOR. IMORTAL. 1973.”
Sobre Religião e misticismo:
“Oração e oral têm a mesma origem semântica. Daí nasceu a expressão sacro-libidinosa ‘Ajoelhou, tem que rezar’.

LETRA, ACOMPANHAMENTO DE CANTO PARA O TENOR EDUARDO ALVAREZ. 1985”
Sobre Objetivos:
“Sobreviver não é apenas um direito, é uma obrigação. Dentro dos mais estritos limites, sob todas as pressões, até mesmo em face das mais humilhantes concessões, é fundamental sobreviver. Amanhã é um dia novo, ninguém sabe o que a história nos reserva, a felicidade pode estar na esquina, a solução a um passo e, quando você pensa que não pode mais, ainda pode muito. É melhor ter mau hálito do que não ter hálito nenhum.

CONVERSA COM WALTER GONÇALVES, ODONTOLOGISTA. 1970.”
O livro vermelho dos pensamentos de Millôr é, também – por referir-se a trechos de conversas entre as personalidades as mais diversas – um testemunho de época da intelligentsia brasileira.

Ler mais

Informações Gerais

  • Título:

    O LIVRO VERMELHO DOS PENSAMENTOS DE MILLÔR

  • Catálogo:
    Coleção L&PM E-books
  • Gênero:
    Pensamentos
  • eISBN:
    978.85.254.0784-9

Vida & Obra

Millôr Fernandes

Millôr Fernandes nasceu no Meyer, subúrbio do Rio de Janeiro. Em mais de meio século de atuação permanente na imprensa, no teatro, na literatura e nas artes plásticas tornou-se uma das maiores personalidades de seu tempo. Combativo (“hay gobierno, soy contra”) como poucos, praticou o ideal de independência intelectual, tendo sido perseguido pelas ditaduras que assolaram o país neste século. Escreveu, traduziu e adaptou mais de uma centena de peças de teatro (Shakespeare, Pirandell...

Ler mais

Opinião do Leitor

Seja o primeiro a opinar sobre este livro

Você também pode gostar