em 


Opções Avançadas

Entrevistas

 

09/02/2011

Uma conversa com Maria Flor, a Aline da TV

Por Paula Taitelbaum

Engana-se quem pensa que, só porque ela assumiu o papel de Aline – a namoradeira personagem criada por Adão Iturrusgarai – essa flor é do tipo “Maria-sem-vergonha”. Na verdade, ela está muito mais para “Amor Perfeito”. Romântica, querida e talentosa, Maria Flor mostrou, na rápida conversa que tivemos ao telefone que é, literalmente, uma flor de pessoa. Para ver como ela fica bem de Aline (essa Dona Flor às avessas) basta ligar na Globo, quinta-feira, às 23h20min.

L&PM: É fácil interpretar a Aline?

Maria Flor: Não... é bem difícil. Mas é muito bom de fazer, pois a equipe é super especial e o elenco levanta o programa. Mas dá trabalho... A gente gravou nove episódios em quatro meses, foi muito corrido, então nesse tempo precisei ficar mergulhada na personagem. Ela é agitada, frenética, então às vezes cansa... E como a gravação é com uma câmera só, tenho que repetir muitas vezes e preciso ficar muito atenta pra fazer...

 

L&PM: Você leu as tirinhas da Aline?

Maria Flor: Li só um livro, grande, com as tirinhas... Os pockets não li.

 

L&PM:  Você tem liberdade de improvisar?

Maria Flor: A gente troca algumas palavras, brinca um pouco, mas segue o roteiro. E o Mauro Wilson (roteirista) é um autor super acessível. A equipe toda é muito integrada.

 

L&PM: Maria Flor e Aline têm muito em comum?

Maria Flor: Não... não... Eu brinco muito com ela, as caretas, a roupa, dá pra brincar. Mas não sei se temos muito em comum. O que tem é que nós duas temos vinte e poucos anos, na verdade eu tenho 27, um pouco mais, mas acho que em comum existe o fato de vivermos as mesmas descobertas. Mas a personalidade é bem diferente e eu coloco meu lado romântico nela para compensar seu lado mais agressivo...

 

L&PM: O que você mais gosta na Aline?

Maria Flor: Gosto que ela não se preocupa com o que os outros pensam.

 

L&PM: Você já teve dois namorados?

Maria Flor: Não, não tive... Quer dizer, na adolescência até tive, gostei de dois meninos.

 

L&PM: Você chegou a falar com o Adão Iturrusgarai, o criador da Aline?

Maria Flor: Não, mas adoraria.

 

L&PM: Que conselho de amiga você daria a Aline?

Maria Flor: Larga esses meninos! Eles estão atrasando a sua vida!

 

No final da entrevista, perguntei se Maria Flor tem pockets da L&PM em casa. Ela respondeu que tem vários, principalmente peças de Shakespeare. E listou Hamlet, Noite de reis e A megera domada só para citar alguns.

 

voltar ir para o topo   imprimir página
 

Home    Quem Somos    Notícias    Mapa do Site    Fale Conosco    Podcast L&PM

Rua Comendador Coruja, 314 - Fone: (51) 3225.5777 - Fax: (51) 3221.5380 - Porto Alegre/RS - CEP 90220-180
Alameda Santos, 1470, cj 310 - Cerqueira César - Fone: (11) 3578.6606 - São Paulo/SP - CEP 01418-903

© 2003-2019 Publibook Livros e Papeis Ltda. - CNPJ 87.932.463/0001-70 - Powered by CIS Manager   Desenvolvido por Construtiva